Busca

vidaintensavida.com

poemas e reflexões da vida cotidiana

Categoria

Belezas

Meu céu

MEU CÉU

Meu céu sou eu quem faço

Lá fora pode estar cinzento
Mas cá dentro eu escolho as cores
Desato nós, bordo, crio laços
Em meu coração marco o compasso

Não que seja algo fácil não me ferir
As nuvens negras às vezes pesam
Cansa ser forte, tentar sorrir
Sob a tormenta, lutar, resistir

É preciso focar no essencial
No que nos dá prazer de viver
Aguardar calmamente o sinal
Para o amor que a vida nos oferecer

Pego a paleta, minha aquarela
Azul, verde, vermelho, rosa ou amarela
Abuso das cores, na alma faço uma sentinela
A guardar o arco-íris que pinto na minha janela

Meu céu sou eu quem faço…

Alda M S Santos

Viciados em beleza

VICIADOS EM BELEZA

Nunca podemos nos envergonhar de nossa capacidade de nos encantar com o belo.

Ao contrário, tal habilidade de apreciação deve ser aprimorada.

Há tanto a observar!

Nossa alma precisa dessas maravilhas para se manter leve e plena!

Pode estar na natureza: paisagens diversas, rios, mares, montanhas e vales, jardins, animais…

Nos fenômenos naturais: chuvas, sol, luar, tempestades, auroras boreais, pôr do sol…

Ou simplesmente nos seres humanos…

Estes, que além da beleza física de cada um,

Nos encantam e impressionam com seus sentimentos complexos, intensos e contraditórios.

“Não há nada de mau em ser viciado em beleza. A beleza é a letra de Deus.”(Jandy Nelson).

Por isso, em momentos de tristeza, precisamos dessa “letra” de Deus a nos animar!

Alda M S Santos

Vestida de luar

VESTIDA DE LUAR

Na madrugada, como quem não quer nada

Ela apareceu para me avisar

Caminhava e brincava à beira-mar

Chutava as águas, corria e voltava, girava

Não sossegava no mesmo lugar

Dizia a bruxinha que não parava de falar

Não se preocupe, tenha fé, tudo vai melhorar

Quando o sol raiar a bruxinha não poderá ficar

Mas não fique triste, o mundo é de quem persiste

Siga com amor, faça seu caminho

Leve alguém sempre, com carinho

E se pensar em desistir, lembre-se

Voce não pode abraçar o mundo

Mas prometeu não deixar ninguém para trás

Quando quiser, chame, estou aqui

Estou em você, você em mim

Na noite escura ou de luar

Se precisar, é só chamar…

E foi embora sobre as águas do mar…

Alda M S Santos

Confiança

CONFIANÇA

A confiança funciona assim:

Primeiro você olha, observa

Olha de novo

Se aproxima, não resiste

Tem medo, insiste

Vai assim mesmo

Olha nos olhos

Vai chegando devagar

Um pé, outro pé

Uma asa que bate meio insegura

Mais uns pulinhos

Quando vê já está perto

Está dentro, está entregue

Está nas mãos, no coração

Assim funciona a confiança

Assim funciona o amor

E fica para sempre…

Alda M S Santos

Que te faz bela?

QUE TE FAZ BELA?

Que torna uma pessoa bela?

Tudo bem, desconsidere atributos físicos

Essa obviedade todos sabemos

Traços harmônicos, corpo saudável, bem cuidado

Isso já é clichê…

Além disso, que torna bela uma pessoa, verdadeiramente,

Que não se perde com o tempo?

Um sorriso iluminado, mesmo com rugas?

Um olhar brilhante mesmo com lágrimas?

O coração bondoso e as mãos estendidas,

A serenidade e autenticidade,

As palavras de amor e delicadeza?

Que faz uma pessoa bela e atraente?

Uma alma em paz consigo mesma,

A paz e leveza que transmite

Que não se envergonha de se desnudar?

Sim, essa é bela com certeza! Aparece e extravasa no sorriso e no olhar

E o tempo só favorece…

Essa é a beleza que vale a pena cultivar!

Nada há mais lindo que uma alma nua e limpa

De braços abertos para a vida

Essa beleza a própria pessoa a sente, independe dos outros

Vem de dentro para fora…nua…

Alda M S Santos

Na praça

NA PRAÇA

Na praça a vida passa

Rapidamente ou devagar

Pra lá e pra cá segue a massa

Sem parar, sem pensar

Na praça tem coreto, tem jardim

Tem igreja, santos e fiéis

Tem bancos, escadarias, ambulantes e cordéis

Tem flores, pássaros e jasmins

Na praça a vida se faz inteira, se faz pedaços

Tem paquera, beijos e abraços

Tem namoros e amassos

Tem alegrias, esperanças e cansaços

Bem ou mal, conscientes ou nem tanto

Vamos deixando nossas marcas

Enfatizando sorriso ou pranto

Nos corações dessa gente tão afoita

Tentando se fazer encanto…

Alda M S Santos

Plurais

PLURAIS

Gosto de pessoas plurais

Intensas, diversas, multi

Capazes de me despertar de qualquer letargia

E me inspirar a ser cada dia mais

Gosto de pessoas singulares, únicas

Daquelas que carregam o sol em si sem perecer

E mesmo nas noites mais escuras e frias

São capazes de brilhar e me aquecer

Gosto de pessoas plurais ou singulares

Contanto que enxerguem o mundo a sua volta, tudo natural

Que me vejam como as vejo

E façam-me sentir única, especial

Gosto de pessoas, todas elas

Desde que sejam reais, verdadeiras

Plurais ou singulares, pares ou ímpares

Que me façam sentir que existo, que sejam parceiras…

Gosto de pessoas…

Alda M S Santos

Coleções

COLEÇÕES

Há coleções de todo tipo

De figurinhas, de selos, de joias

De carros, de jogos, de souvenir

De roupas, calçados, discos e livros

Há até quem colecione pessoas

Coleções para diversão, para exibição

Há coleções menos “concretas”

Coleções de sorrisos, de lembranças, de lágrimas

De delicadezas, de cores e perfumes

Há coleções de olhares, de poemas, de fotografias

Há coleções para serem exibidas

Há coleções para serem guardadas e protegidas no coração

Aquelas nos fazem “grandes” perante o outro

Estas nos fazem grandes perante nós mesmos…

Alda M S Santos

Depende do nosso olhar

DEPENDE DO NOSSO OLHAR

Mesmo estando muitas vezes entre o Sol e as nuvens

Entre a luz e a escuridão, entre a brisa ou o vendaval

Entre o ir ou ficar, entre o fazer ou deixar rolar

Nosso lugar é só nosso…

Podemos deixar outros brilhos nos acender ou ofuscar

Outras águas nos hidratarem ou inundarem nossos recantos secretos

Outras estrelas iluminarem nossa noite

Lidar com outras sombras além da nossa

Mas nosso lugar aqui é só nosso

E por ele respondemos sempre

Não podemos desistir da vida…

Diante dessa imensidão

Da beleza da Criação Divina

Tudo torna-se pequeno, ou não.

Depende do nosso olhar…

Alda M S Santos

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: