Busca

vidaintensavida.com

poemas e reflexões da vida cotidiana

Tag

Sonhos

Leveza

LEVEZA

Sonhei que estava a caminho do céu
Vestes brancas e leves a flutuar
Na cabeça uma tiara de rosas, um véu
Subia, girava, sorria, ia devagar

Vez ou outra parava no caminho
Sentava numa nuvem para baixo a olhar
Quem foi que deixei sozinho
Isso pesava, não me deixava viajar

Era tão bom poder plainar
Cada vez mais longe, mais alturas alcançar
Tal qual águia na imensidão a voar
Tudo ficava leve, pétalas de rosas a carregar

Mas algo não estava bem
Ainda não posso ir, preciso retornar
Aqui tinha ficado alguém
Mas já conhecia o caminho do céu a atravessar

Me despedi de mim mesma
Minha leveza, minha destreza
Quem sabe não chegaria o dia
Que iria com certeza pra lá

Enquanto não é possível
Quero de novo sonhar
E nas asas de uma borboleta
Às alturas de novo chegar…

Alda M S Santos

Vista-se de sonhos

VISTA-SE DE SONHOS

Não dá para perder as estribeiras
Mesmo se a vida nos passa rasteira
Melhor é seguir nessa estrada
Ainda que ela pareça estagnada

É bom poder curtir a paisagem
Não deixar pesar muito a bagagem
Se por aqui estamos de passagem
Melhor mesmo é curtir a viagem

Quando a alegria quiser minar
Ative a fé, nunca deixe de acreditar
A roda da vida nunca para de girar

Se a realidade parece muito crua
Expõe angústias, deixa a alma nua
Vista-se de sonhos, dispa-se para a Lua

Alda M S Santos

Firmando laços

FIRMANDO LAÇOS

Cansaço, medo, dor, preocupação
Repouso, um pedido em forma de oração
Que haja paz, que o mal não prevaleça
Que num belo sonho tudo se esclareça

Caminhos nebulosos, difíceis, assustadores
A vida se apresenta, mostra suas dores
Passando por elas, em cada uma, aprendendo
Em cada tropeço, evoluindo, crescendo

Força, fé e coragem são renovadas
Em frente, gratidão, não estamos sós
Há anjos amigos, enviados a nós

Somos usados para desfazer os nós
O bem em olhares, palavras, abraços
Reforçando a parceria, firmando laços

Alda M S Santos

De sonho em sonho

DE SONHO EM SONHO

Há sonhos que machucam, fazem sofrer
Há sonhos que curam, fazem vencer
Há sonhos que alegram, fazem sorrir
Há sonhos que desanimam, fazem desistir

De sonho em sonho vamos vivendo…

Há sonhos que despertam, fazem desejar
Há sonhos que encorajam, fazem acreditar
Há sonhos que amedrontam, para esquecer
Há sonhos amalucados, fazem enlouquecer

De sonho em sonho vamos vivendo…

Sofrendo, esquecendo, enlouquecendo
Amando, desejando, querendo
Machucando, curando, acreditando
Sorrindo, seguindo, a vida realizando

De sonho em sonho vamos vivendo…

Alda M S Santos

Amanhecendo

AMANHECENDO

Uma nesga de luz atravessa a persiana
E entra sem cerimônia, sem pedir licença
Invade espaços escuros, traz o alvorecer
Acordo, não era pesadelo, acabo por perceber

A angústia e o medo estão ali ainda, apertando
Silêncio lá fora, barulhos cá dentro, sufocando
Insegurança, apreensão misturada à esperança
Coragem e fé com os temores lutando

Mais um dia começando…
Há muito ainda por fazer… será?
Terei tempo, energia, saúde… a que preço?
O que a vida me reservará.. eu mereço?

Friozinho, pássaros em alvoroço… levanto?
A luz do sol parece indiferente à minha exitação
Não respeita barreiras ou obstáculos
Segue invadindo, iluminando… pura excitação

Mais um dia… levanto e acendo em mim o alvorecer
Ao medo peço para esperar o que irá acontecer
Até quando… quem poderá dizer?
Uma oração… vou amanhecer…

Alda M S Santos

Parte de mim

PARTE DE MIM

Gostaria de conhecer acordada
Os lugares em que vou dormindo
Aqueles que vou por prazer e encanto
Até mesmo aqueles nos quais pareço fugindo
Às vezes campo aberto, cor, muita luz
Tantas vezes parece um mundo perfeito
De compaixão, paz, amor, amizade que seduz
Noutras medos, dores, culpas, tudo imperfeito
Angústias a que a humanidade nos reduz
Gostaria de passear acordada nesses lugares
Desafogar o peito, aliviar, respirar outros ares
Em rochas me sentar, navegar noutros mares
Encontrar a alegria numa conversa aos pares
São tantos esses lugares…
Vêm e vão, são fugazes
Ora sou eu, ora um espectro de mim
Meio perdida, a flutuar entre as nuvens
Brancas, negras, cinzentas, até mesmo carmim
Quero ir acordada nesses lugares
Pelos quais tenho grande apreço
E encontrar uma parte esquecida de mim

Alda M S Santos

Muitos caminhos

MUITOS CAMINHOS

São muitos os caminhos, os sonhos
Ora são lindos, prazerosos, ora medonhos
Cabe a nós fazer a melhor escolha
Nos mover, sair feliz dessa bolha

Num eterno ir e vir, cair, seguir
Desejamos ser amor, nunca desistir
Nos alegramos, decepcionamos
Erramos, assumimos falhas, perdoamos

De encontros se faz o viver
Amizades,  amores, relações de prazer
Somos da vida a civilização
E tantas vezes  disso abrimos mão

Mas a cada dificuldade, um aprendizado
A cada tombo, um levantar mais animado
A vida é de quem não fica parado
E busca seu sonho, mesmo amedrontado

Alda M S Santos

No céu azul

NO CÉU AZUL

Qual seu sonho mais secreto
Que te deixa afoito, inquieto
Aquele que não se pode contar
E desperta vontade de poder realizar?

Qual seu desejo mais indiscreto
Que te faz caminhar por trilhas incertas
Que vai e volta, te anima, apavora
E na imaginação parece que você mora?

Qual seu segredo mais cativo
Que pode até te colocar em perigo
Mas sem o qual você não parece vivo?

O que é realidade ou ficção
Que te faz feliz, devanear,  sair do chão
Voar para sempre no céu azul da idealização?

Alda M S Santos

Além do olhar

ALÉM DO OLHAR

O que está além do olhar
Que dele não carece para sentir
É apenas um algo a mais a nos suprir
E nossa alma sedenta saciar?

O que pode ser amado
Ainda que não esteja do lado
Ao alcance de nosso toque afiado
Ou do nosso olhar apaixonado?

O que está além do olhar
Mas que dele necessita para captar
Lá para o fundo da alma levar
E encher-nos de amor e desejo até extravasar?

Que há lá longe, além do olhar
Além do alcance de nossos abraços
Mas que é tão forte em nossos sonhos
Que alimentamos, apertando  os laços?

Que há além do olhar 
Seja o que for que se vê sem preciso olhar
É algo que vale a pena cultivar
É nutriente da alma carente de  amar…

Alda M S Santos 

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: