Busca

vidaintensavida.com

poemas e reflexões da vida cotidiana

Tag

Sonhos

No céu azul

NO CÉU AZUL

Qual seu sonho mais secreto
Que te deixa afoito, inquieto
Aquele que não se pode contar
E desperta vontade de poder realizar?

Qual seu desejo mais indiscreto
Que te faz caminhar por trilhas incertas
Que vai e volta, te anima, apavora
E na imaginação parece que você mora?

Qual seu segredo mais cativo
Que pode até te colocar em perigo
Mas sem o qual você não parece vivo?

O que é realidade ou ficção
Que te faz feliz, devanear,  sair do chão
Voar para sempre no céu azul da idealização?

Alda M S Santos

Além do olhar

ALÉM DO OLHAR

O que está além do olhar
Que dele não carece para sentir
É apenas um algo a mais a nos suprir
E nossa alma sedenta saciar?

O que pode ser amado
Ainda que não esteja do lado
Ao alcance de nosso toque afiado
Ou do nosso olhar apaixonado?

O que está além do olhar
Mas que dele necessita para captar
Lá para o fundo da alma levar
E encher-nos de amor e desejo até extravasar?

Que há lá longe, além do olhar
Além do alcance de nossos abraços
Mas que é tão forte em nossos sonhos
Que alimentamos, apertando  os laços?

Que há além do olhar 
Seja o que for que se vê sem preciso olhar
É algo que vale a pena cultivar
É nutriente da alma carente de  amar…

Alda M S Santos 

Era a vida

ERA A VIDA
Caminhava devagar numa praia deserta, sozinha
Chutava as águas, descalça, olhar no horizonte
Vez ou outra se abaixava para pegar uma conchinha
Um vestido leve e fino ao sabor do vento
Mexia também com seu pensamento
Sabia que deveria estar ali, mas não entendia
Simplesmente seguiu um desejo, a magia
Faltava algo para tudo se encaixar
Mas por que nada acontecia?
Seguiu sua suave e intrigante caminhada
Avistou alguém ao longe, ficou arrepiada
Seria a brisa, a expectativa ou uma cilada?
Não tinha medo, seguiu o vulto que lhe acenava
Correu, segurou sua mão e sumiram na mata fechada
Coração aos saltos, sorriram, nada importava
Era a vida que numa nova forma se apresentava…
Alda M S Santos

Ah, se eu pudesse

AH, SE EU PUDESSE
Ah, se eu pudesse e coragem não me faltasse
Muito mais que três desejos eu iria realizar
Nem precisaria de gênio da lâmpada
Queria mesmo era ter o prazer de alcançar
Por meu próprio esforço e mérito
Poder aquele amor tornar eterno
Aqueles amigos alcançar e dar um abraço fraterno
O mundo todo girar levando muita humanidade
Paz, união, alegria em meio à simplicidade
São muitos os sonhos, ah se eu pudesse
Mas só esses três vou te contar
Deixarei você seus próprios desejos sonhar
Alda M S Santos

Ela queria

ELA QUERIA
Ela queria dizer algo, mas a voz não saía
Peito estava muito apertado, machucado
Nem as lágrimas que corriam incessantemente aliviavam
Olhava fundo, mergulhava, e mais o peito apertava
A necessidade de soltar o grito era urgente
Mas tudo que saía era o silêncio da lágrima que caía
Um bom observador entenderia
Em cada lágrima que escorria
Um verso de decepção e tristeza
Uma história de paixão e entrega
Um viver de intensidade e aguda ansiedade
Um quase desistir, sobrepujado pelo instinto de sobreviver
Pelo louco e insano desejo de mais uma vez reviver…
Alda M S Santos

Sonhe!

SONHE!
Se a realidade parece intolerável
Está difícil manter a fé, acreditar
E a solidão está quase palpável
Sonhe!
Se o dia está muito nublado
À noite o céu não está estrelado
E você se sente abandonado
Sonhe!
Se o amanhã não dá para enxergar
O ontem já não permite voltar
A dor hoje não quer passar
Sonhe!
O sonho alimenta o coração
Renova a vida de esperança
Traz sossego, calma, renovação
Sonhe!
Mesmo que hoje pareça impossível
Sonhar reenergiza, anima
Quem sabe um dia tudo seja possível?
Permita-se sonhar…
Alda M S Santos

Voltei

VOLTEI
Caminhava num lugar de intensa luz e calor
Sentia-me leve, parecia caminhar sobre nuvens de algodão
Uma brisa suave balançando os cabelos
Um vestido florido e brilhante, bem fino
Eu procurava por alguém, sentia uma presença
Mas não conseguia ver quem era
Sentei-me na grama à beira de um lago
Descalça, balançava os pés na água
Esperava…Não sei bem o quê …
Via reflexos no lago, alguns conhecidos, outros não
Uns sorridentes, outros tristes
Ouvi meu nome sendo chamado
Entrei na água chorando, alguém me abraçou
Não identifiquei o rosto, mas era puro amor
“Já ganhou o abraço que queria, pode voltar”
Disse sem dizer
Mostrei resistência, quis ficar
“Não! Ainda não!” – e desapareceu…
Voltei…
Alda M S Santos

Sonhar é…

SONHAR É…

Sonhar é ter direito a um passo a mais
Nas areias nas quais ficam impressas nossas pegadas

Sonhar é brincar com nossa criança interior que nos pede com fervor “mais uma vez”

Sonhar é mais uma vez poder sorrir ou chorar, se encantar, se emocionar

Sonhar é sempre se apaixonar, ser calor, outra vez fazer amor

Sonhar é mais uma vez aprender, ensinar, fazer valer esse viver

Sonhar é fazer as pazes com nossa alma,
Sabendo que, a seu modo, erros e acertos merecem palmas

Sonhar é ter um dia a mais no calendário da alma
Aquele que marca emoções e não dias…

Sonhar é potencializar o viver…

Alda M S Santos
Mais no meu blog vidaintensavida.com
Poema inspirado em ChronosFer2 Fotografia: observação

É tempo de sonhar

É TEMPO DE SONHAR

Sempre será tempo de sonhar
Por um mundo melhor, por mais gente a se amar
Por um cantinho no coração de alguém para morar
Por espaço em nós para outros abrigar
Sempre será tempo de sonhar
De viver, amar, continuar, recomeçar
Os sonhos são da vida a propulsão
Nos acalmam, nos alegram, nos tiram do chão
Sempre será tempo de sonhar
Nas asas dos anjos poder voar, nos amparar
No sorriso de uma criança encontrar a esperança
Fazer da beleza da criação nosso melhor passo de dança
Sempre é tempo de sonhar!
Alda M S Santos
Mais no meu blog vidaintensavida.com

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: