SONHOS, UM MUNDO À PARTE

Coisa de quem vive num mundo à parte, que fantasia
Coisa de quem busca na imaginação um pouco de alegria
Que se abastece de esperanças, rega de luz a energia
Que encontra nesse recanto secreto mais harmonia

Sonhos, o oceano nos quais mergulhamos
Deliciosamente acreditamos, nos entregamos
Onde a realidade é coberta por um fino véu
E entra aos poucos para não causar escarcéu

Sonhos dos quais não quero nunca abrir mão
Sonhos que levam males pra fora do coração
Sonhos que fazem a vida ser de encantação

Sonhos que, se durmo, os tenho intensamente
Se acordo os quero reais, mais urgente
E a vida fica deles recheada, felizmente

Alda M S Santos