Busca

vidaintensavida.com

poemas e reflexões da vida cotidiana

Tag

Vida

É o desejo

É O DESEJO

É o desejo de saber mais que me faz compreender
É o desejo de entender que me faz aprender
É o desejo de descobrir que me impele a agir
É o desejo de mudar que me ensina a sonhar…

É o desejo de tudo conhecer que me faz crescer
É o desejo da grandiosidade que me ensina a humildade
É o desejo de viajar que me ensina a voar
É o desejo de não me afastar que me faz ficar…

É o desejo de me eternizar que me faz te amar
É o desejo de te ver feliz que me torna aprendiz
É o desejo de vencer a saudade que me torna realidade
É o desejo de promover a união que me leva a estender a mão…

É o desejo de não me perder que me leva a escrever
É o desejo de ter que me leva a ser
É o desejo de poetizar que me faz me emocionar
É o desejo de amar que me faz me encantar…

É o desejo que a tudo move
E também me move…

Alda M S Santos

Matemática da vida

MATEMÁTICA DA VIDA

A matemática da vida nem sempre é exata
Muitas incógnitas permanecem desconhecidas
Nem todo problema tem uma solução
Não dá para resolver toda equação

Nem toda adição gera ganho real
A subtração tantas vezes parece mais natural
Para multiplicar é preciso primeiro bem dividir
Para não zerar,  desanimar ou desistir

Regra de três no amor não funciona
Um mais um que é a verdadeira soma
Mas a capacidade do coração é incalculável
E o valor de X é muito variável

Mas não se preocupe com isso, não 
Se um problema não se resolve com a razão
Na matemática do viver use a emoção
Quase sempre ela dita a melhor solução

Alda M S Santos

Mergulhos

MERGULHOS

Mergulhar em nossas águas turvas
Adentrar espaços de escuridão
Alcançar o fundo de nossas angústias
É um modo de encontrar absolvição

Seres em constante evolução
Precisamos do que vem lá de fora
Aquilo que movimenta nosso interior
Nos atiça, anima, impulsiona, revigora

O outro aciona nossa fonte de energia
Aquilo que traz para nós o caos
De onde irá brotar a rosa da sabedoria

Conhecer o outro é necessário, importante
Também interessante saber o que se passa no exterior
Mas nada se compara a desvendar nosso próprio interior

Alda M S Santos

Bom mesmo

BOM MESMO

Bom mesmo é viver a vida
De tal modo que não deixe para ela saída
A não ser se aliar a nós
Nos ajudando a eliminar qualquer algoz

Bom mesmo é dar o melhor da gente
Para todos igualmente
E se isso parecer impossível
Que façamos, para tanto, todo o possível

Bom mesmo é cuidar direitinho
Com amor, respeito e muito carinho
Daqueles que recebemos como presente
Para dar sentido à vida da gente

Bom mesmo é ser agradecido
A tudo que nos foi consentido
Com sabedoria e muita calma
Aceitar o fim, quando chegar, com paz na alma…

Alda M S Santos

Ela caminha pela vida

ELA CAMINHA PELA VIDA

Ela caminha pela vida vestida de saudade
Saudade de tempos que não sabe bem definir
Talvez em que fosse mais real um sentir
Ou um desejo grande de fazer sorrir

Ela caminha pela vida vestida de brisa
Ora suave, leve, refrescante
Ora quente, envolvente, vibrante
Abraçando os sonhos, amante, delirante

Ela caminha pela vida vestida de amor
Transita em jardins, colhendo flor
Querendo ter asas como borboletas
Ou sendo a rosa daquele beija-flor

Ela caminha pela vida vestida de Lua
Só brilho, eclipses, fases
Corpo entregue, alma nua
Doce vida, belos sonhos em tons lilases

Ela caminha pela vida…

Alda M S Santos

Nunca!

NUNCA!

Estamos sendo convocados
Pelo nosso eu, nosso interior
A encontrar um meio de valorizar
O que realmente tem valor

Nunca fomos tão necessários
Para fazer uma boa avaliação
Do que em nós é precário
E do que carece evolução

Nunca fizemos tanta falta
Para nós,  para a humanidade
Saber que somos mais e melhores
Quando agimos pela coletividade

Nunca tanta carência se evidenciou
De fé,  de pão, de emoção e afeto
O momento é agora, já começou
Você não poderá fugir,  isso é certo

Alda M S Santos

Tudo que queremos

TUDO QUE QUEREMOS

Ora o coração quer passear na imaginação Deseja buscar prazer, emoção
Ora é a mente que comanda a ação
Nada de fantasia, prevalece a razão

Seres múltiplos que somos a pensar
O coração viaja, quer num bom lugar
Encontrar o amor para poder pousar
E ali para sempre ficar

A mente vai para frente e para trás
O que a gente quer é o que de bom ela traz
Do passado, futuro, presente, tanto faz
Ser feliz quero ser capaz

Alda M S Santos

No meio do caminho

NO MEIO DO CAMINHO

No meio do caminho
Tinha buracos, tinha espinhos
Tinha amigos, tinha amores
Tinha poeira, tinha carinhos
E tinha você…

No meio do caminho
Tinha pedras, tinha árvores
Tinha rampas, tinha escadas
Tinha trabalho, tinha preguiça
E tinha você …

No meio do caminho
Tinha aviso, tinha perigo
Tinha desamparo, tinha abrigo
Tinha gritos, tinha silêncio
E tinha você …

No meio do caminho
Tinha sol, tinha chuva
Tinha luz, tinha escuridão
Tinha desânimo, tinha perseverança
E tinha você…

No meio do caminho
Tinha dor, tinha ansiedade
Tinha sorrisos, tinha lágrimas
Tinha medos, tinha afinidade
E tinha você…

Mas no meio do caminho
Tinha o mundo todo perfeito
De belas escolhas recheado
Da saudade acompanhado
Mas era insignificante, pois não tinha você!

Qualquer caminho só será bonito
Se tiver você!
Valorize-se!

Alda M S Santos

Fortes ou frágeis?

FORTES OU FRÁGEIS?

Qual será a lição que devemos todos tirar
De um mal pandêmico que veio afastar
Um povo que precisaria muito se aproximar
E cada dia mais o outro poder enxergar?

É ponto pacífico: só o amor pode nos salvar
O amor ao outro, saber solidarizar
Tão afastados, sem sequer poder abraçar
Há que se encontrar novos modos de amar

Somos frágeis, essa é uma grande lição
Um vírus invisível pode nos tirar o chão
Pensar coletivamente é a única solução

Somos fortes, também é uma constatação
Ao buscar meios de renovação, evolução
E, ainda que distantes, ser união, ser coração

Alda M S Santos

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: