Busca

vidaintensavida.com

poemas e reflexões da vida cotidiana

Tag

natureza

Aqui tem cachoeira

AQUI TEM CACHOEIRA

Aqui também tem cachoeira
Bela, forte, até assustadora
Se a gente der bobeira
Ela nos leva, arrebatadora

Atrás da queda, bem escondidinho
Os pássaros se reúnem, cantam juntinho
Saem ligeiros em revoada
Quem vê logo pensa
De onde veio essa passarada?

A queda d’água forma uma piscina
Onde nadam moças e moços fugindo da rotina
Sobre todos baila um sereno fininho
Ali, afoitos, roubam abraço e beijinho

Cachoeira, calor, sol, natureza
Venha se banhar, faça parte dessa beleza
Quer encanto, sossego, paz
Viva sem isso tudo se for capaz!

Alda M S Santos

Aboletada

ABOLETADA

Ando meio cansada
Ainda não sei bem de quê
Quero apenas ficar aboletada
Até descobrir o porquê

De tanto andar desse jeito
Inquieta e sempre atarefada
Mesmo não sendo nenhum defeito
Quero mais é ficar aboletada

Andei levando alfinetada
De gente que não é muito camarada
Mas não me importo, sou arretada
E ficarei, sim, aboletada

Pensando, meio encasquetada
A uma conclusão cheguei
Tão bom ficar aboletada
Que até já descansei

E antes de ser mal interpretada
Seguirei assim agitada e com a vida encantada
E deixo uma coisa decretada
Sempre que quiser ficarei de novo na natureza aboletada!

Alda M S Santos

Se agrada aos olhos

SE AGRADA AOS OLHOS

Se agrada aos olhos
A vista para, o coração dispara
Não dá para afastar o olhar
Vontade de ali para sempre  ficar…

Se agrada aos olhos
Vem um profundo inspirar
No desejo de tudo aquilo tragar
Em tanta beleza poder mergulhar…

Se agrada aos olhos
Espalha perfume, sensualidade
Ar puro, brisa leve, suavidade
Natureza de uma alma sem maldade…

Se agrada aos olhos
Desperta uma doce emoção
Prazer,  alegria,  pura sensação
Somos amor, expressos em gratidão…

Se agrada aos olhos…fique…

Alda M S Santos

Natureza em mim

NATUREZA EM MIM

Quando entro numa mata densa
Numa trilha cercada de grandes árvores
Sempre me torno propensa
A ali seguir caminhando
Cada vez mais para dentro mergulhando
O barulho me encanta, o silêncio me satisfaz
Dessa natureza faço parte
Sinto-me forte, de tudo sou capaz
Quando entro numa mata densa
Encontro com a simplicidade
A magia que encanta, sem vaidade
Sinto Deus que mora em meu interior
Que me permite ser mais eu, de verdade
Encontro com as muitas de mim
Que nem sempre têm tanto espaço assim
Inspiro fundo, expiro devagar
E sigo com esperança meu caminhar…

Alda M S Santos

Um norte

UM NORTE

Pode haver coisa mais linda
Que uma estrada assim tão colorida
Cheiro de mato, de terra molhada
De uma vida que segue, não fica parada?

Verde em vários matizes, brilhantes
Aromas da natureza, marcantes
Sons que acalmam, energizantes
Cachoeira que seduz, atraente, hipnotizante

Não importa se há bichos
Eles fazem parte do encanto
São natureza viva, cada qual em seu canto

Há quem goste, há quem desgoste
Há quem fique totalmente perdido
Há quem encontre aqui o seu norte

Alda M S Santos

Não quer

NÃO QUER
Ela não quer ser uma lembrança dos tempos áureos
Uma foto desbotada na estante de alguém
Uma marca impressa numa alma arrependida
Ou a saudade de uma relação doída
Ela não quer ser história passada
Nos livros a tristeza registrada
Ela não quer ser a magia
Rabiscada num livro velho de poesia
Ela quer se eternizar, se renovar
Ser desejada, cobiçada, uma joia rara, valorizada
Não tem um preço a se pagar
Mas tem valor que qualquer um pode conquistar
Cobra apenas cuidado e desejo de conservar
Ela não quer ser esquecida, embrutecida
Precisa de amor para ser abastecida
Ela é o que sustenta a vida
Ela é a natureza…viva…
Alda M S Santos

Conexão

CONEXÃO

É mágica a conexão que temos com a natureza
Flora, fauna, mananciais hídricos, pura beleza
Alegria ímpar que não podemos deixar se perder
É ela que reenergiza nossas baterias emocionais
Com seu silêncio pacífico, calmante
Sua intensidade viva, relaxante
Suas cores fortes, ricas, vibrantes
Não há mente que não se encontre
Não há corpo que não se encaixe
Não há coração que não fique forte
Não há alma que não encontre seu norte

Alda M S Santos

Tá no ar

TÁ NO AR

Não precisa ir muito longe, não há mistério
Tudo que precisa saber está ali, é sério
Basta um olhar atento, aguçar a percepção
Inspirar, expirar, pra captar no ar toda a emoção

Se quer algo direto é só as palavras ouvir
Mas cuidado, com elas é fácil fingir
Mas se quer algo verdadeiro busque o olhar
Ali poderá ver opacidade ou sua luz brilhar

Há profundidade na essência, ela não é superficial
É o que temos de autêntico, belo, bem natural
E quando atiçada causa até mesmo um vendaval

Mas se quer mesmo alguém desvendar
Veja as atitudes, o sorriso, inspire, tá no ar
Perfumada como rosa, linda e clara como a luz do luar

Alda M S Santos

Viciados em beleza

VICIADOS EM BELEZA

Nunca podemos nos envergonhar de nossa capacidade de nos encantar com o belo.

Ao contrário, tal habilidade de apreciação deve ser aprimorada.

Há tanto a observar!

Nossa alma precisa dessas maravilhas para se manter leve e plena!

Pode estar na natureza: paisagens diversas, rios, mares, montanhas e vales, jardins, animais…

Nos fenômenos naturais: chuvas, sol, luar, tempestades, auroras boreais, pôr do sol…

Ou simplesmente nos seres humanos…

Estes, que além da beleza física de cada um,

Nos encantam e impressionam com seus sentimentos complexos, intensos e contraditórios.

“Não há nada de mau em ser viciado em beleza. A beleza é a letra de Deus.”(Jandy Nelson).

Por isso, em momentos de tristeza, precisamos dessa “letra” de Deus a nos animar!

Alda M S Santos

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: