Busca

vidaintensavida.com

poemas e reflexões da vida cotidiana

Categoria

aprendizado

Palavras

PALAVRAS

Se quiser ferir alguém, use palavras
Cortam como lâmina, queimam como brasa
Ficam como agulhas na pele enterradas
A cada mexida a dor aguda é atiçada

Há quem as use até sem perceber
Não tem sensibilidade para entender
Diz que é apenas seu modo de ser
Que não machuca o outro por querer

Mas há outros meios de se eternizar
Um jeito perfeito para se fazer lembrar
Basta palavras doces e de amor usar

Usá-las bem é um dom bonito de se ter
Melhor compor versos, fazer enternecer
Sendo para o outro puro e intenso prazer

Alda M S Santos

Super-heróis

SUPER- HERÓIS

Queria ter essa fé nos super-heróis
Acreditar que nos salvam de todo mal
Que nunca seremos levados no vendaval
Que nos carregariam de volta ao nosso quintal

Queria ter essa fé nos super-heróis
Saber que estaria protegida
Num super abraço seria acolhida
Num intenso olhar seria entendida

Sentir que há alguém a nos amparar
Que das adversidades irá nos afastar
Que nada os impedirá de por nós lutar

Crianças, neles acreditamos piamente
Crescemos e os buscamos inconscientemente
Maduros, sabemos que os heróis vivem dentro da gente

Alda M S Santos

O que cabe no coração

O QUE CABE NO CORAÇÃO

Que ficará na lembrança?
Agosto chegando, com o perdão do trocadilho
Não esteve muito ao nosso gosto não
Que ficará na lembrança, haverá esperança?
Rostos mascarados, olhos assustados
Abraços que não deu, pessoas que perdeu
Um refúgio em si mesmo que escondeu
Que você perdeu?
Nesse balanço da vida que pareceu tão fugaz
Houve algo para te trazer a paz?
Que fez de bom, cresceu, desenvolveu
Questionou se seria da humanidade o apogeu
Ou simplesmente não se importou, relaxou
Se entregou aos braços de Morfeu?
Teve piedade, compaixão, caridade
Entre as dores coração amoleceu ou endureceu
A vida continuou a ser um espetáculo
Ao qual você assistiu cansado , inerte
Ou levantou da cama, do sofá, lutou, agiu?
Que você perdeu?
Amizades, um amor, festas, trabalho
Foi grato às oportunidades ou se enfureceu?
Oito de doze, dois terços do ano se foram
Um vírus, uma pandemia, lições ficarão
Bom é ser o bem, fazer o bem, estender a mão
Manter só aquilo cujo valor cabe no coração…

Alda M S Santos

Aprendi

APRENDI
Aprendi a viver com a água encanada
Mas não perdi o gosto de no rio ser banhada
Aprendi a transitar em rua asfaltada
Mas amo em caminhos de terra fazer minha caminhada
Aprendi a viver de certa forma engaiolada
Mas minha alma se encanta com a liberdade da passarada
Aprendi a não temer o escuro da madrugada
Pois sei que Ele sempre manda a beleza da alvorada
Aprendi a conviver com alma machucada
Pois sei que cedo ou tarde estará cicatrizada
Aprendi a viver, às vezes, perdida nessa estrada
Pois acabo me encontrando quando me percebo amada
Aprendi por frascos ser dia a dia perfumada
Mas não o desejo de me perfumar na floresta encantada
Aprendi a ver a luz em ruas enfileirada
Mas nada se compara ao brilho de uma noite enluarada
Aprendi enfrentar as dificuldades de uma vida entrincheirada
Mas nunca saberei lidar com a vida que se faz desprezada
Alda M S Santos

Qual o barulho do seu silêncio?

QUAL O BARULHO DO SEU SILÊNCIO?

Qual o barulho do seu silêncio?
Ele grita alto, é ensurdecedor
Aperta sua voz, é sufocador
Ou se recolhe, renovador?

Qual o barulho do seu silêncio?
Forte como águas de uma cocheira
Suave como banho na banheira
Ou sedutor como moça namoradeira?

Qual o barulho do seu silêncio?
Reflexivo, introspectivo, envolvente
Extrovertido, audaz, caliente
Ou pacífico, calmante, atraente?

Qual o barulho do seu silêncio?
Emocionante como lágrima que cai
Entorpecente como a dor que se vai
Eloquente como o amor que nos atrai?

Qual o barulho do seu silêncio?

Alda M S Santos
Mais no meu blog vidaintensavida.com

Quarentena

QUARENTENA

Vou colocar um coração em quarentena
Isolado, afastado, separado para não (se) contaminar
Logo, logo ele se livra da pena
E poderá voltar a vibrar, a amar

Vou colocar um corpo em quarentena
Para acalmar músculos e nervos
A fadiga evitar, a inércia apagar
Em busca de uma vida mais amena 

Vou colocar uma mente em quarentena
Descansar, renovar,  reciclar, reavaliar
Evitar curtos-circuitos cerebrais
E voltar reenergizada, querendo mais

Vou colocar uma alma em quarentena
Apenas para ela acompanhar nessa missão 
Um todo de corpo, mente, coração  
E não deixá -los separados, sempre aliados

Vou colocar-me em quarentena
Para uma vida mais doce e  plena…

Alda M S Santos

Quero acreditar

QUERO ACREDITAR

Quero acreditar que tudo vai passar
Que logo vou poder sair, trabalhar
Brincar, passear, abraçar, amar
Ter a “vida” de novo para me ocupar

Mas não quero que volte a ser como antes
Quero que esse medo de tudo perder
Tenha mudado algo dentro de cada ser
Que tenham acordado para o que vale a pena viver

Que aproveitemos a reclusão e introspeção
Para autoanálise, autocrítica e autoavaliação
Que tudo sirva de aprendizado e lição

Que tenhamos sentido a nossa fragilidade
Também a força que brota na necessidade
E a importância da compaixão e solidariedade

Alda M S Santos

Perfeição: Deus me livre!

PERFEIÇÃO: DEUS ME LIVRE!
Deus me livre de ser perfeita!
Argh para as pessoas ditas perfeitinhas!
Isso mesmo! Ou a pseudo-perfeição que há por aqui
A pessoa que toma para si e senta no trono da perfeição
E dali passa a julgar o que os outros fazem, não fazem
O que eles são ou não são, até aquilo que pensam
Medindo tudo com a régua de seu agir e pensar sempre tão “perfeito”
São sempre os pais mais dedicados, os profissionais mais exemplares
As pessoas mais corretas e “legais”, literalmente, do mundo
E no trono do qual se julgam dignas
Abusam da intolerância e impaciência, são ranzinzas
São o juiz e o carrasco do agir, pensar, rezar, ser ou não ser do outro
Imputam a pena máxima, sem dar o direito de recorrer da sentença
E esquecem a maior lição da verdadeira perfeição
Aquela que passou por aqui através Dele em forma humana
A empatia, a compreensão, a compaixão, a solidariedade
A capacidade de entender as falhas e dificuldades humanas
A habilidade de usar o que acha que tem de melhor em prol do outro
Nunca para diminuir ou se gabar ou afastar pessoas
A perfeição está atrelada a amor e perdão, à simplicidade
À capacidade de rir de si mesmo, reconhecer os próprios erros
Gosto de gente imperfeita, sim, são reais, autênticas
E se dispõem a melhorar a cada dia ajudando e sendo ajudada
A perfeição verdadeira não temos por aqui
A perfeição é divina!
Alda M S Santos

Minhas pedras

MINHAS PEDRAS

Há coisas que devemos por bem compartilhar

Alegrias, amor, sorrisos, carinho

Coisas que fazem bem trocar

Também é bom, até necessário, falar, conversar

Desabafar, dividir com alguém as pedras do caminhar

Mas é importante também saber a hora de calar

Há pedras que podemos com o outro revezar

Outras são só nossas, não dá para repassar

Sob pena de o peso ser grande demais

Para que qualquer um possa carregar

Melhor deixar apenas as flores perfumar

As minhas, as suas, as nossas pedras

Um dia serão um belo calçamento

Onde desfilarão somente bons sentimentos

Alda M S Santos

Mais no meu blog vidaintensavida.com

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: