APRENDI
Aprendi a viver com a água encanada
Mas não perdi o gosto de no rio ser banhada
Aprendi a transitar em rua asfaltada
Mas amo em caminhos de terra fazer minha caminhada
Aprendi a viver de certa forma engaiolada
Mas minha alma se encanta com a liberdade da passarada
Aprendi a não temer o escuro da madrugada
Pois sei que Ele sempre manda a beleza da alvorada
Aprendi a conviver com alma machucada
Pois sei que cedo ou tarde estará cicatrizada
Aprendi a viver, às vezes, perdida nessa estrada
Pois acabo me encontrando quando me percebo amada
Aprendi por frascos ser dia a dia perfumada
Mas não o desejo de me perfumar na floresta encantada
Aprendi a ver a luz em ruas enfileirada
Mas nada se compara ao brilho de uma noite enluarada
Aprendi enfrentar as dificuldades de uma vida entrincheirada
Mas nunca saberei lidar com a vida que se faz desprezada
Alda M S Santos