Busca

vidaintensavida.com

poemas e reflexões da vida cotidiana

Autor

Alda M S Santos

Para mim, a vida é apaixonante, deixo o amor brotar, rego-o, alimento-o e o distribuo por onde passo.

Intimidade

INTIMIDADE

Intimidade é aquela relação prazerosa que cultivamos
Com quem nos é especial
Onde tudo podemos dizer, fazer, trocar
Sem nos envergonhar e, com isso, aliviar todo mal

Quem tem boas relações de amor, de amizade
Quase nunca é acometido pela solidão
Encontra nessa pessoa a disponibilidade
E a intimidade que complementa toda boa relação

A intimidade pede reciprocidade
Confiança que se abastece na troca, conexão
Nudez em sua totalidade
Intimidade não só de corpos, mais conhecida como paixão,
Mas intimidade de mente, sintonia
Principalmente, intimidade de almas, magia…

Uma boa intimidade de almas nunca se acaba
Vai além da vida…

Alda M S Santos

Falso negativo ou positivo?

FALSO NEGATIVO OU POSITIVO?

O mundo agora está desse jeito
Há positivo, há negativo
Mas temos também além disso
Falso positivo, falso negativo
Como lidar com tudo isso?
Não dá mesmo para saber…
Ou negativo é que deveria ser?
Sei lá, preciso isso esclarecer
Se positivo ou se negativo
Vida obscura, parece castigo
Como devo ao certo proceder?
Pois se é falso positivo
Um negativo pode ser
Mas quando é falso negativo
Aí é positivo… quero nem ver!
Saudade do tempo em que sabia definir
Em cores, ou em preto e branco
Quando positivo era bom, negativo era ruim
E nao ficava à espera do porvir
Para saber como agir e seguir
No falso ou verdadeiro, negativo ou positivo
Há que se reagir, que loucura!
Você há de convir!

Alda M S Santos

Nunca desistir de mim

NUNCA DESISTIR DE MIM
Não desistir de mim, esse é o trato
Não importa o que eu fizer
Ou o estado de minhas emoções
Se estiver forte e vitoriosa
Ou frágil e chorosa
Se estiver contente e esperançosa
Ou carente e nada amorosa
Se agir com sabedoria ou cometer uma burrada apocalíptica
Não desistir de mim, esse é o trato
Quando sou a fortaleza em que os outros se apoiam
Ou quando sequer tenho forças para chorar
Ser minha maior amiga sempre
Daquelas que acariciam, elogiam, incentivam
Mas que também ralham, puxam as orelhas, e nunca abandonam
Não desistir de mim, esse é o trato
Não posso parar, estacionar
Preciso prosseguir, cuidando para não cair
Consciente que estarei dando o melhor de mim…
Pois só assim poderei merecer o melhor dos outros
Não desistir de mim, nunca!
Esse é o trato!
Alda M S Santos

Somos poesia

SOMOS POESIA

Eu sou a poesia orvalhada no jardim
Que dá bom dia serenando para mim
Sou a poesia no canto do pássaro que diz
Viva cada minuto para ser feliz

Eu sou a poesia quando triste, canto
Desafinadamente minha dor, meu pranto
Sou poesia quando quero viver o amor
E sugo da vida o néctar como beija-flor

Eu sou a poesia que mergulha na natureza
Que encontra harmonia, grandeza, beleza
Quando ofereço colo sou também poesia
E peço arrego buscando no outro sintonia

Sou poesia, somos todos poesia
Em cada recanto desse vasto mundo
Somos vida, versos, rima, luz, magia
Para encantar, apaixonar, fazer vibrar de alegria

Alda M S Santos

Eu acredito

EU ACREDITO

Eu acredito que há espaço para o amor
Sinto na cor, na textura, no perfume da flor
Entre tanta desavença e descrença
Quero viver, preciso crer, peço licença

Eu acredito no que é inerente à humanidade
À despeito de toda e qualquer maldade
A sobrevivência, o viver sempre se impõe
Ser e fazer feliz é tudo que se propõe

Eu acredito na energia atrativa dos abraços
Nos doces e suaves laços do bem
Na luz, na esperança que afaga, nos mantém

Eu acredito na capacidade de regeneração
Que brota da alma, é fogo, gera ação
É brasa que anima e aquece todo coração

Alda M S Santos

É o desejo

É O DESEJO

É o desejo de saber mais que me faz compreender
É o desejo de entender que me faz aprender
É o desejo de descobrir que me impele a agir
É o desejo de mudar que me ensina a sonhar…

É o desejo de tudo conhecer que me faz crescer
É o desejo da grandiosidade que me ensina a humildade
É o desejo de viajar que me ensina a voar
É o desejo de não me afastar que me faz ficar…

É o desejo de me eternizar que me faz te amar
É o desejo de te ver feliz que me torna aprendiz
É o desejo de vencer a saudade que me torna realidade
É o desejo de promover a união que me leva a estender a mão…

É o desejo de não me perder que me leva a escrever
É o desejo de ter que me leva a ser
É o desejo de poetizar que me faz me emocionar
É o desejo de amar que me faz me encantar…

É o desejo que a tudo move
E também me move…

Alda M S Santos

No céu azul

NO CÉU AZUL

Qual seu sonho mais secreto
Que te deixa afoito, inquieto
Aquele que não se pode contar
E desperta vontade de poder realizar?

Qual seu desejo mais indiscreto
Que te faz caminhar por trilhas incertas
Que vai e volta, te anima, apavora
E na imaginação parece que você mora?

Qual seu segredo mais cativo
Que pode até te colocar em perigo
Mas sem o qual você não parece vivo?

O que é realidade ou ficção
Que te faz feliz, devanear,  sair do chão
Voar para sempre no céu azul da idealização?

Alda M S Santos

Matemática da vida

MATEMÁTICA DA VIDA

A matemática da vida nem sempre é exata
Muitas incógnitas permanecem desconhecidas
Nem todo problema tem uma solução
Não dá para resolver toda equação

Nem toda adição gera ganho real
A subtração tantas vezes parece mais natural
Para multiplicar é preciso primeiro bem dividir
Para não zerar,  desanimar ou desistir

Regra de três no amor não funciona
Um mais um que é a verdadeira soma
Mas a capacidade do coração é incalculável
E o valor de X é muito variável

Mas não se preocupe com isso, não 
Se um problema não se resolve com a razão
Na matemática do viver use a emoção
Quase sempre ela dita a melhor solução

Alda M S Santos

Nada por viver

NADA POR VIVER

Não quero deixar nada por viver
Tanta gente indo embora tão cedo, deixando muito por fazer
Que aumenta em nós a necessidade de nada deixar por viver
Com o cuidado de, com isso, nada no outro fazer morrer

Parece que há tanto ainda por aprender
Tantos lugares a passear, a conhecer
Muito ainda a doar, a ajudar, a nos compadecer
Tanto amor ainda por fazer…

Não quero deixar nada aqui para viver
Quero brincar mais, sorrir mais, sem reclamar quando doer
Porque tudo isso faz parte do viver
Extraí da vida tudo o que ela oferecia, quero poder dizer

Quero em tudo intensidade, interação, paixão
A vida do outro lado haverá afazeres diferentes, outra distração
Daqui levarei lembranças, emoção, satisfação
E, se Deus quiser, nada deixarei
Além de marcas boas de saudade em cada coração…

Não quero deixar nada por viver…

Alda M S Santos

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: