Busca

vidaintensavida.com

poemas e reflexões da vida cotidiana

Quero um tempo

QUERO UM TEMPO

Hoje não dá pra brincar
Peito apertado, coração angustiado
Medos, dores, inseguranças e incertezas
Quero um tempo …

Hoje não dá pra sonhar
Mente confusa, corpo cansado
Vontade de ir para um canto, chorar
Parar, voltar, redirecionar, que fazer?
Quero um tempo…

Hoje não dá para sorrir, avançar
Preciso de um tempo com o Criador
Como um técnico com seu time de jogadores
Ouvir orientações, puxões de orelha, dicas
Erros, acertos, um estímulo, um crédito, esperança

Talvez até ir pro banco, dar um tempo…

Hoje não dá! Quero um tempo!
Preciso… para seguir sem desfalecer
Para talvez mais tarde vencer…

Alda M S Santos

A sabedoria

A SABEDORIA

Viver a sabedoria do deserto
Proteger-se do calor intenso
Cuidar-se nas tempestades de areia
Logo a noite chega e com ela o frio intenso
Poupar energias para desfrutar do oásis

Viver a sabedoria da Lua
Ainda que sozinha, brilha, encanta, inspira
Sem orgulho, reflete a luz que recebe
Sem perder a própria essência

Viver a sabedoria da infância
Se há saúde, sol e amigos, chorar para quê?
A vida aguarda no quintal ou na rua
Cada dia traz consigo a própria magia

Viver a sabedoria da areia
Deixar-se moldar pelas ondas
Na certeza de que nada é eterno
Nem a tormenta, nem a calmaria…

Alda M S Santos

Memórias

MEMÓRIAS

Aquela lembrança que não sai da cabeça

Coisas tristes, decepções, angústias, mágoas

Desamores que gostaríamos de apagar

Que no final das contas fazem -nos ser o que somos

Se pensássemos o quanto pode ser triste esquecer

Simplesmente apagar da nossa história, nosso HD

Qualquer coisa que já vivemos

Talvez aceitássemos melhor todos os capítulos de nossa história

O Alzheimer vai apagando aos poucos a memória recente

Aquela que ainda não se firmou o bastante em nossa estrutura

Não se solidificou, não criou raizes ou troncos protetores

E vai voltando gradativamente, até nos apagar por completo

Um livro cujas páginas vão sendo arrancadas

Capítulos e personagens sendo rabiscados

Cenas e cenas sendo borradas

Não, não é bonito demolir assim uma pessoa…

Felizmente nossa história tem pequenas cópias por aí

Ela também estará gravada em cada personagem desse livro

Espalhada por aí em forma de vivências

Que seja mais de amor que de dor…

Onde estão nossas cópias mais fiéis?

Alda M S Santos

Na poesia

NA POESIA

Há quem use alucinógenos ou analgésicos

Há quem use soníferos ou anestésicos

Há quem use a fantasia

E há quem use a poesia

Há quem use os altos brados

Há quem na dor silencie

Há quem no desespero mergulhe

E há quem mergulhe na poesia

Há quem vibre por um amor declarado

Há quem prefira amar calado

Há quem busque um amor no passado

E há quem ame na poesia

Há quem vive de passado, de lembranças

Há quem vive de futuro, de esperanças

Há quem vive na ilusão, na solidão

E há quem vive na poesia

Há quem está perdido nessa vida

Há quem não vê nenhuma saída

Há quem perdeu seu abrigo

E há quem se abrigue na poesia

Há quem cansou de lutar

Há quem ainda quer brigar

Há quem quer da dor se curar

E há quem se cure na poesia

Alda M S Santos

Bastaria amar

BASTARIA AMAR

Para confiar, brincar, ceder, não machucar
Para entreter, dar e ter prazer, se enternecer
Para não ser preciso nada sacrificar ou perder
Bastaria amar…

Para não usar contagens ou medidas
Para saber fugir de qualquer intriga
Para nunca entrar numa briga
Bastaria amar…

Para entender no olhar pedidos da emoção
Para ouvir o silêncio gritado do coração
Para enxugar lágrimas com abraços, pedido de perdão
Bastaria amar…

Para nunca abandonar, mesmo quando incomodar
Para não desistir mesmo quando parecer ruir
Para ser amor ainda que não saiba como agir
Bastaria amar…

Para estar juntos sempre
Bastaria amar
Só isso!

Alda M S Santos

Quero um mar

QUERO UM MAR

Quero um mar de ondas calmas, areia molhada

Espirrando na minha pela nua, arrepiada

Quero um mar de vastos caminhos

A me levar com doçura e carinho

Quero um mar de brisa suave e refrescante

A tornar meus cabelos rebeldes, esvoaçantes

Quero um mar de vento forte o bastante

Para levar o que machuca para bem distante

Quero um mar de possibilidades e encantos

Um mar de pura alegria, sem qualquer pranto

Quero um mar, quero amar, sem machucar

Sem amargura, sem tontura, sem frescura

Quero um mar, um amar que a alma cura…

Alda M S Santos

Perfeição: Deus me livre!

PERFEIÇÃO: DEUS ME LIVRE!
Deus me livre de ser perfeita!
Argh para as pessoas ditas perfeitinhas!
Isso mesmo! Ou a pseudo-perfeição que há por aqui
A pessoa que toma para si e senta no trono da perfeição
E dali passa a julgar o que os outros fazem, não fazem
O que eles são ou não são, até aquilo que pensam
Medindo tudo com a régua de seu agir e pensar sempre tão “perfeito”
São sempre os pais mais dedicados, os profissionais mais exemplares
As pessoas mais corretas e “legais”, literalmente, do mundo
E no trono do qual se julgam dignas
Abusam da intolerância e impaciência, são ranzinzas
São o juiz e o carrasco do agir, pensar, rezar, ser ou não ser do outro
Imputam a pena máxima, sem dar o direito de recorrer da sentença
E esquecem a maior lição da verdadeira perfeição
Aquela que passou por aqui através Dele em forma humana
A empatia, a compreensão, a compaixão, a solidariedade
A capacidade de entender as falhas e dificuldades humanas
A habilidade de usar o que acha que tem de melhor em prol do outro
Nunca para diminuir ou se gabar ou afastar pessoas
A perfeição está atrelada a amor e perdão, à simplicidade
À capacidade de rir de si mesmo, reconhecer os próprios erros
Gosto de gente imperfeita, sim, são reais, autênticas
E se dispõem a melhorar a cada dia ajudando e sendo ajudada
A perfeição verdadeira não temos por aqui
A perfeição é divina!
Alda M S Santos

OS MINEIROS E O MAR

OS MINEIROS E O MAR

https://estevamweb.wordpress.com/2020/01/17/os-mineiros-e-o-mar/
— Ler em estevamweb.wordpress.com/2020/01/17/os-mineiros-e-o-mar/

Vejam que maravilhosa postagem do Estevam. Simplesmente definiu a relação intensa dos mineiros com o mar de forma linda e poética

Dalia

DALIA

Vermelho vibrante, linda, chamativa
A Dalia assim enfeita jardins
Quem a vê assim tão bela
Não imagina que boa parte do ano
Concentra sua força só na raiz
Parece morrer para o mundo
Mas na época certa brota em linda flor
E encanta todos onde estiver
Nunca devemos menosprezar nossos momentos raiz
Aqueles que parecemos morrer para todos
Se houver fé, esperança, sabedoria na dor
Cuidarmos de nosso interior como flor
Logo seremos beleza, força, luz, resplendor…

Alda M S Santos

Haverá tempo?

HAVERÁ TEMPO?
Tantas vezes a vida parece tão curta
Parece debochar da ingenuidade da gente
Atiça o desejo, mostra algumas lindas possibilidades
Mas que não estão ao alcance da nossa vontade
Inacessíveis, inexploráveis, impossíveis, inexplicáveis
Por inúmeros e variados motivos
Não teremos tempo…
Será que haveria tempo para conhecermos
Todos os lindos lugares por aí
Para fazermos tantas maravilhosas amizades
Para amarmos a todos sem vaidade
Para sermos a diferença para alguém nesse mundo gigante
Mas ao mesmo tempo tão pequeno?
Será que há tempo para explorar tudo por aí
Como criança curiosa e sedenta de vida
Será que haverá tempo para a autoexploracão?
Somos tão extensos e lindos como tudo que há
Uma miniatura complexa desse mundão vasto
Talvez a resposta irônica para essa questão seja:
Nada há lá fora que você não possa encontrar primeiro em si mesmo
Ame-se, explore-se, conheça-se, divirta-se consigo mesmo
E tudo o mais será lindo complemento
E o tempo será apenas… o tempo…
Alda M S Santos

Seja como for

SEJA COMO FOR

Uns rezam, outros oram, outros fazem preces
Uns choram, uns pedem, outros silenciam ou agradecem
Cada qual fala com Deus a seu modo
Outros dizem ser agnósticos, não acreditam Nele
Como pode? -ouso perguntar
Mas não é isso que irá me incomodar
Procuro coração piedoso e caridoso
Observo mais o agir que o falar
E se puder ver Deus no agir
Para mim é o bastante para seguir
Deus é amor, seja como for…

Alda M S Santos

Aqueles dias

AQUELES DIAS

Aqueles dias dos quais ninguém está livre
Cuja vontade é achar um cantinho para hibernar
Sem ninguém para incomodar
Nada ou tudo falar, pensar, repensar, adormecer
Quando não conseguimos o quebra-cabeças montar
E tudo que queremos é sair desse mal-estar
Onde será esse lugar?
Será preciso num avião decolar
Ou num barco alcançar o alto mar
Ao volante dirigir sem rumo até cansar
Ir até o céu com as estrelas e a Lua conversar
Num foguete à via láctea chegar
Ou será que está mais perto e bastaria apenas
Mergulhar nos recônditos secretos de nosso ser
Sorrir, chorar, brigar, apaziguar, debater
E ali ficar até desfalecer ou renascer…

Alda M S Santos
Mais no meu blog vidaintensavida.com

Seria possível?

SERIA POSSÍVEL?Só por um dia eu gostaria de poder ser certeira no agir
Não ter qualquer dúvida, medo ou impedimento
Ser a mão que leva um toque de amor por onde for
Ter a palavra certa para acender uma alma apagada
Ser o abraço acochado para aquecer um corpo cansado
Seria possível?
Só por um dia curar dor com um beijo
Desânimo e sofrimento com um sorriso
Depressão com a empatia de um coração
Ser as asas de quem não pode voar
O sonho de quem não pode mais sonhar
A realidade boa de quem vive na desilusão
Sem amargura, sem decepção ou ilusão
Ser amor, paz, esperança, emoção…
Seria possível?
E nessa cura que de mim sai
Que para mim também retorne
Em forma de luz, de energia, magia
Amor de Deus…
Só por um dia, todos os dias…
Seria possível?Alda M S Santos

Minhas pedras

MINHAS PEDRAS

Há coisas que devemos por bem compartilhar

Alegrias, amor, sorrisos, carinho

Coisas que fazem bem trocar

Também é bom, até necessário, falar, conversar

Desabafar, dividir com alguém as pedras do caminhar

Mas é importante também saber a hora de calar

Há pedras que podemos com o outro revezar

Outras são só nossas, não dá para repassar

Sob pena de o peso ser grande demais

Para que qualquer um possa carregar

Melhor deixar apenas as flores perfumar

As minhas, as suas, as nossas pedras

Um dia serão um belo calçamento

Onde desfilarão somente bons sentimentos

Alda M S Santos

Mais no meu blog vidaintensavida.com

Já quis

JÁ QUIS

Já quis falar, já quis calar, já quis fugir
Já quis chorar até derreter, já quis sorrir, sem conseguir
Já quis desistir, já quis sumir
Já quis amar, desabafar, a alma lavar
Já quis brigar, quis cobrar, quis insistir
E nesse vai e vem de quereres
Nessa luta de angústia, prazeres e deveres
Na roda viva de emoções e obrigações
A vida prevalece cheia de razões
Enfrentando calmarias, turbulências e furacões…

Alda M S Santos

Vamos brincar de viver

VAMOS BRINCAR DE VIVER

Que fazer com esse novo amanhecer
Que invade sua janela sem pedir
Sem perguntar se é isso que vai querer
Sol que lança através da vidraça seus raios sem pudor
Leva calor, luz, pássaros, afasta seu cobertor
Que parecem cantar em sua sintonia
Acorda! É tempo de viver o amor!
Há um mundo lá fora à sua espera
Que precisa de cada um aqui
Para que se opere a magia
De um viver de paz e harmonia
Abra as portas da sua alma
Acredite, deixe-se invadir pela energia dessa boa aura
O belo cá de fora convida o belo que há em você
Venha! Vamos brincar de viver!
Vamos?

Alda M S Santos

O que é amor?

O QUE É AMOR?

Que é amor? Sabe identificá-lo?

Aquela irresistível e inconfundível atração

Que aquece o corpo, confunde a mente, embaralha a emoção?

Isso certamente todos afirmam ser amor

Unanimidade nos sonhos e desejos de todos nós…

Mas e quando ficam o carinho, o cuidado, o compromisso firmado

A gratidão pela parceria, até uma certa monotonia

Nem sempre acompanhados da louca paixão

O tesão já não dita as regras de toda ação

A exuberância física já cede lugar a um corpo cansado, talvez doente

Mas que mantém na mente sonhos de um tempo mais quente

Isso é amor? Que é amor para você?

Desejo, sexo, tesão, loucura?

Isso também é amor, faz parte dele

Mas o tempo traz a calma, o sossego

A tranquilidade substitui as constantes borboletas no estômago

Elas agora voam e pousam no jardim belo cultivado na alma

Repousam numa cama ainda aquecida por corpos que se desejam

Mas sabem dar valor a tudo que o convívio trouxe

Quem cultiva esse jardim ao longo dos anos

Tem uma bela morada para os sonhos e borboletas

Amar é cultivar juntos o mesmo jardim

Até tornar-se parte dele, seja como flores ou beija-flores

E não desejar dali sair…

Alda M S Santos

Sonhei com você

SONHEI COM VOCÊ

Sonhei com você essa noite e tive saudades

Você estava trajando um lindo sorriso, vinha no mar

Carregava a vida com uma leveza tão doce

Que a gente queria partilhar e ficar junto

Até os momentos tristes você sabia contornar

Com cuidado para ninguém machucar

Era meio autossuficiente, autoconfiante

Nada na vida parecia sugar sua energia

Era amor, despertava amor, causava um certo furor

Havia muitos que dependiam do seu calor, do seu labor

Era luz, brilhava e inveja, por vezes, despertava

Quase nada temia, viver era uma intensa alegria

Eu olhava para você e olhava para mim

Éramos a mesma pessoa, ontem e hoje

A mesma mulher, mesmo que diferentes

Perdemos partes no caminho, ganhamos outras

Mas em algum momento algo mudou, amadureceu

Talvez tenha sido nos momentos em que a vida doeu

Por vezes não sei bem quem sou eu

Mas sigo ainda com energia, uma certa magia

Acendendo o sorriso, abrindo os braços

Oferecendo colo, ouvidos, abrigo

Ocultando os medos em segredo, atrás de abraços

Tentando levar amor onde há descompasso, necessidade

Reabastecendo assim meu ciclo vital de bondade

Você desapareceu, aqui fiquei eu

Mas o essencial de você aqui permaneceu

Prometo seguir no amor, não te decepcionar!

Prazer rever você!

Alda M S Santos

Mais no meu blog vidaintensavida.com

CVV- Como vai você?

COMO VAI VOCÊ?

CVV- Como vai você?

O ouvido amigo, a palavra atenciosa

A doce “presença”, a parceria, a empatia

Num momento de nostalgia, tristeza, apatia

Quando a força mina, falta a energia

Como vai você?

Eu estou aqui para ouvir

Não quero julgar, tampouco remir

Quero que enxergue saídas para o agir

E boas razões para seu existir

Como vai você?

Há solidão, não há para quem dizer

Aquilo que te faz sofrer?

Ou se as companhias que tem não são o melhor ouvido

Conte comigo, posso ser um ouvido amigo

Aquele que talvez te faça encontrar um bom abrigo

Como vai você?

Não se feche, fale do que te incomoda

A cura talvez esteja aí, no silêncio que te sufoca

Que te fere a alma como uma broca

CVV- como vai você?

Conversar pode ser o caminho para se refazer

Para te levar de volta até você!

Alda M S Santos

Homenagem ao CVV- Centro de Valorização da Vida-188

Ponta-cabeça

PONTA-CABEÇA 
A vida gosta de nos virar de todos os modos 
Joga para cima, para baixo, para todos os lados 
Até nos deixar de ponta-cabeça 
Para aprendermos a nos levantar 
Descobrir o melhor modo de nos ajeitar nesse lugar 
A vida, muitas vezes, parece ter prazer em nos sacudir
Balançar para despertar, não nos deixar sucumbir
É seu jeito nem sempre doce 
De nos fazer seguir em frente e agir 
A vida não é boa quando estagnada
Melhor cachoeira que água parada 
Quando sentir que está muito quieto 
Levante, ande,  ajude alguém, estenda a mão 
O amor tem o dom de movimentar e estremecer esse chão…
Alda M S Santos 

O que cabe

O QUE CABE

O que cabe dentro de um viver
Das horas, dos dias, dos anos
Que intensifica e potencializa o tempo
Seja a vida curta ou comprida

O que cabe dentro de um viver
Aquilo que faz rir ou chorar, faz doer
Que dá prazer, causa medo, até mesmo um adoecer?

O que cabe dentro de um viver
Dentro de um corpo, uma mente, um coração
Mesmo que não se saiba o que é certo ou não
Usando os erros para evolução?

O que cabe dentro de um viver
Que fortalece num perigo, traz um amigo
Que afasta o mal, desvia dos tubarões
E faz seguir confiante em suas emoções?

O que cabe dentro de um viver
O que equilibra essa balança
Entre tanto ir e vir nessa roda viva, que cansa
Entre os giros e rodopios nessa dança
Em busca de amor, de confiança?

O que cabe no viver? E em você?

Alda M S Santos

Na corda bamba

NA CORDA BAMBA

Aquela sensação de caminhar na corda bamba

Abrindo os braços para equilibrar, acertar os passos

Com a impressão que um vento qualquer irá tudo derrubar

Um silêncio sinistro paira no ar, dificulta o respirar

Pressentimento, sexto sentido, intuição?

Não sei dizer o que é isso não

Um cheiro de medo, de desconstrução

Mas elevo o pensamento ao alto, um pedido, uma oração

Se este vento vier mesmo, que venha certeiro

Que coloque as coisas no lugar primeiro

Depois, jogue tudo que é ruim no chão

E deixe apenas o que for aliado do amor sobrar no coração

Alda M S Santos

Mais no meu blog vidaintensavida.com

Um sonho bom

UM SONHO BOM

Uma pequena fuga da realidade
Sonho bom, sem qualquer maldade
Daqueles que não se quer acordar
Voltar a dormir, continuar a sonhar
Tão real quanto um sonho pode ser
Fragrâncias, cores, sons, toques, sensações
Desejo de tudo aquilo obter
A mente vagueia em busca de realizações
Pessoas, lugares, situações
Tão transitórias quanto as estações
E as almas se satisfazem nas emoções
Um lento despertar, longínquo voltar
Retorna ao real, ao seu lugar
E segue aguardando novo sonhar
Alda M S Santos

Sempre presente

SEMPRE PRESENTE

Um largo sorriso, um abraço, um beijo
Uma foto que eterniza o desejo
De que tudo seja belo e infinito
Enquanto verdadeiro for, amor prevejo

A vida surpreende, assusta, magoa
Nem sempre tão bela, atraiçoa
Mas quem traz levezas na alma
Ainda que doa, que sofra, não perde a calma

Independente do que chegar, se apresentar
Um coração bom há de ficar, não abandona
A emoção que se fez presente, foi sempre sua dona

Tudo que a vida vier a nos oferecer
Um espírito em evolução segue, sabe de antemão
Nada que nos acontecer é sem razão, terá seu galardão

Alda M S Santos

Sonhar é…

SONHAR É…

Sonhar é ter direito a um passo a mais
Nas areias nas quais ficam impressas nossas pegadas

Sonhar é brincar com nossa criança interior que nos pede com fervor “mais uma vez”

Sonhar é mais uma vez poder sorrir ou chorar, se encantar, se emocionar

Sonhar é sempre se apaixonar, ser calor, outra vez fazer amor

Sonhar é mais uma vez aprender, ensinar, fazer valer esse viver

Sonhar é fazer as pazes com nossa alma,
Sabendo que, a seu modo, erros e acertos merecem palmas

Sonhar é ter um dia a mais no calendário da alma
Aquele que marca emoções e não dias…

Sonhar é potencializar o viver…

Alda M S Santos
Mais no meu blog vidaintensavida.com
Poema inspirado em ChronosFer2 Fotografia: observação

Tão fácil

TÃO FÁCIL

Tão fácil ficar aqui deitada
Vendo a chuva escorrendo na janela
Tentando não pensar em nada
Tão fácil fingir que não vejo
Que o relógio segue sem parar
Independente do que eu desejo
Tão fácil me ligar no silêncio de fora
Fingindo que o barulho de dentro
Vai passar a qualquer hora
Tão fácil brincar de faz-de-conta
Ser fada, deusa, sereia, rainha, bruxinha
Ignorar que a vida nem sempre é boazinha
Tão fácil ver sempre o lado bom
Ser Pollyanna, fazer o jogo do contente
Sem passado, sem futuro, só presente
Tão fácil…pode até não ser
Mas a gente vai tentando
Brincando, amando, versando, pra melhor viver
Alda M S Santos

Ele me trouxe

ELE ME TROUXE

Gosto de pensar que cheguei aqui trazida pelas águas

Isso explicaria meu encanto por elas, doces ou salgadas

Quando Ele decidiu que eu deveria vir para cá

Pensou que seria para mim um bom modo de chegar

Posso passar horas nelas admirando, olhando

Curtindo, andando, amando…

É uma fantasia multicor, surreal

Por vezes parece tão distante, outras tão real

Mas é um misto de encanto, respeito, medo, ansiedade

Será que também voltarei como cheguei, será verdade?

Nos braços das águas para minha definitiva morada na eternidade?

Enquanto isso não acontece

Não importa se amanhece, entardece ou anoitece

Vou por aqui admirando toda essa beleza

Quero mesmo é fazer parte dessa natureza…

Alda M S Santos

De gota em gota

DE GOTA EM GOTA

De gota em gota vão chegando as alegrias

Aquelas que a vida nos presenteia dia a dia

E nós, tolos, queremos copo cheio

Nos perdemos e nos afogamos nesse meio

De gota em gota vai chegando um grande amor

Aquele que aos poucos faz a vida ser flor

Colorida, bela, perfumada, seja como for

E nos ensina que de beijo em beijo se satisfaz o beija-flor

Chuviscos, garoa ou furacão

Qualquer deles irriga um coração

Basta querer bem, ser atenção, (com)paixão

A conta-gotas também dá para ser feliz

Brotar, crescer, criar raiz

Ser árvore frondosa no céu de quem me quis

Alda M S Santos

Dissabor

DISSABOR

Um machucado, uma fratura, uma ferida que arde, sangra, queima

Fase aguda do mal, só analgésico forte para aliviar, é normal

Um aperto no coração, tristeza, mágoa, decepção

Fase aguda da dor, que fazer para sanar desilusão?

Machucado melhora com antisséptico, anti-inflamatório e antibióticos

Um curativo, uma tala, que por um tempo isola do meio externo aquilo que está em recuperação

E quando a dor está no coração, que fazer então?

Qual o remédio, dá pra isolar do mundo externo a emoção?

Não sei, mas é bom retirar-se do meio, afastar da multidão

Buscar o interior, sanar a dor, retirar da alma a cicatrização

Ferida é sempre ferida, dor é sempre dor

Seja física, mental, emocional é sempre um mal

Passamos primeiro pelo vendaval

Em seguida vem a calmaria, levantamento de perdas, bom sinal

E, lentamente, a cura, a reconstrução

Mas todo cuidado é pouco com o remédio que se usa

Tanto para o mal físico ou emocional

Não dá para criar vícios e dependências, seria fatal

Ou cria-se raiz para novo mal, com nova aparência

Mas tudo tem seu tempo…

Logo o que era ferida é descoberta para o mundo exterior

Fica a cicatriz, o aprendizado

O coração aprende a lidar com qualquer dissabor

É a cura… e a vida segue, de preferência, sem rancor…

Alda M S Santos

Mais no meu blog vidaintensavida.com

Até a volta

ATÉ A VOLTA

Penso que quando Deus nos idealizou
Não foi só com a costela de Adão
Que a Eva Ele formou
Em cada um de nós plantou
Um pedacinho das nuvens do céu
O perfume das flores do jardim, doce mel
Uma onda bonita que retirou do mar
O barulho da cachoeira caindo sob o belo luar
O brilho de uma estrela que a noite vem clarear
Também colocou em nós um pouco do calor do sol
O frio de uma noite ao relento
E a brasa de um coração de amor sedento
Por isso somos tão inconstantes e “incompletos”
Queremos nos preencher até o teto
Buscamos a conexão que temos com a natureza
O carinho, o amor, a sintonia, a beleza
Ele foi bem sábio!
Quis manter-nos uns aos outros conectados
Numa teia de amigos, amantes, eternos “enamorados”
Até podermos voltar para Seu lado!

Alda M S Santos

Viciados em beleza

VICIADOS EM BELEZA

Nunca podemos nos envergonhar de nossa capacidade de nos encantar com o belo.

Ao contrário, tal habilidade de apreciação deve ser aprimorada.

Há tanto a observar!

Nossa alma precisa dessas maravilhas para se manter leve e plena!

Pode estar na natureza: paisagens diversas, rios, mares, montanhas e vales, jardins, animais…

Nos fenômenos naturais: chuvas, sol, luar, tempestades, auroras boreais, pôr do sol…

Ou simplesmente nos seres humanos…

Estes, que além da beleza física de cada um,

Nos encantam e impressionam com seus sentimentos complexos, intensos e contraditórios.

“Não há nada de mau em ser viciado em beleza. A beleza é a letra de Deus.”(Jandy Nelson).

Por isso, em momentos de tristeza, precisamos dessa “letra” de Deus a nos animar!

Alda M S Santos

Intimidade

INTIMIDADE

É bom ser íntimo de alguém
Intimidade de almas, de pensamentos
Intimidade física é bom também
Mas bom mesmo é ser íntimo de si mesmo
Reconhecermos o que sentimos
Saber lidar com desejos e emoções
Chorar, sorrir, enfrentar as frustrações
É bom a gente se sentir em casa com alguém
Chinelos, cara lavada, roupa amassada
Saber onde e como andar, repousar, apenas ali ficar
Sem medo de ser atropelados por um trem
Comungar ideias, pensamentos, um doce momento
Apresentarmo-nos nus, corpo e alma, sem medo para alguém
Isso é boa e desejada intimidade
Apresentarmo-nos nus, corpo e alma para nós mesmos
Isso é a suprema felicidade da intimidade…
Alda M S Santos
Mais no meu blog vidaintensavida.com

Como coçar

COMO COÇAR

Há certas coisas que são como coçar

Se você começar não dá pra parar

Fazer xixi, dormir, chorar, ou gargalhar

Se começou fica difícil parar

Cada qual sabe melhor de si

Onde não dá pra se meter

Ou o viver que se pode fazer

Pois sabe bem como é difícil interromper

Para uns é comer, beber, jogar, amar

Para outros é falar, confiar, desabafar

Se for impossível parar, melhor nem começar

Bom seria fazer o que traz somente bem-querer

Mas se for impossível saber

Vá com calma, a vida vai ensinando a viver

Alda M S Santos

Mais no meu blog vidaintensavida.com

Lançamento Antologia

Lançamento da Antologia de Poesia Brasileira Contemporânea “Além da Terra Além do Céu”, da qual sou co/autor/a. O evento vai decorrer no próximo Sábado, dia 11 de Janeiro, pelas 15 horas, na Livraria Cultura do Conjunto Nacional, em São Paulo.

Tão bom!

TÃO BOM! 
Tão bom! 
Ser alguém que leva o amor
Que doa tempo, atenção 
Que desperta sorriso de montão 
Tão bom! 
Ser o abraço, o beijo, o carinho 
A conversa, a brincadeira, a canção 
Aquela que dança junto no salão
Tão bom! 
Ser aguardada, querida, desejada 
Nesse “trabalho” de amor e solidariedade 
Abraço e sorriso por si só geram reciprocidade 
Tão bom! 
Perceber Deus em cada um ali
E nessa troca de amor, de amizade 
Sentir que Ele nos ama mais ainda na adversidade
Alda M S Santos 

Inimigos do amor

INIMIGOS DO AMOR

Como tudo que é bom e belo
O amor precisa de fortes aliados
Para se manter intenso e eterno
Necessita carinho, confiança e paixão
Mas tudo que é belo também tem seus inimigos
Desconfiança, ciúme, frieza, solidão
Mas a indiferença é a que mais causa destruição
Amor precisa ser regado, adubado, cuidado
Na meiguice de um olhar, no toque doce dos lábios
Num abraço terno, forte, apertado, acochado
Na intensidade do amor debaixo do cobertor
Amor pra ser eterno precisa de reciprocidade
E de quem afaste os inimigos com coragem
Mantendo pertinho só o carinho e a bondade…

Alda M S Santos
Tarde de Poesias Tema: Inimigos do Amor
Mais no meu blog vidaintensavida.com

O silêncio

O SILÊNCIO

Nada diz mais que um bom silêncio

Aquele que sentamos conosco e nos passamos a limpo

Boas perguntas, respostas sinceras

Sem medo de sermos devorados por famintas “panteras”

Um auto divã, real, sem expectativas vãs

Quem sou, o que gosto, o que me incomoda

Porque me deixo girar nessa roda

Que aceito, o que permito, o que me deixa aflito

Quem amo, quem tolero, quem evito

O que me mantém por aqui, ativo, cativo

Silêncio lá fora, barulho cá dentro

Ele muito diz para quem se dispõe a ouvir

Ou para quem não tem com quem falar, para onde ir

Silêncio, conhecido também como solidão

Pode ser um grande amigo nesse mundo nem sempre irmão…

Alda M S Santos

Quero uma rima

QUERO UMA RIMA
Não é preciso rimar para ser bonito
Mas sintonizar é preciso para não ser finito
Quero uma rima para o amor
Ou será que basta sintonizar, sem qualquer pudor?
Não é preciso rimar para ser poesia
Mas precisa encantar, despertar
Se quiser o bem, e fazer com que alguém sorria
Quero uma rima com emoção
Que atraia, seja ardor, paixão
Daquelas que nos tirem do chão
Quero uma rima para felicidade
Daquelas que não se esgotem com a idade
Que seja realidade e não apenas saudade
Quero uma rima para mim
Bonita, inteira, completa, afim, enfim
Quero sim!
Alda M S Santos

Ainda estou em mim

AINDA ESTOU EM MIM
Quando encontro alguém que faz questão
De ressaltar alguma qualidade que não lembrava mais possuir
Algo que fiz por elas e que as marcou
Um defeito que reconheço que melhorei
Uma virtude perdida, uma deficiência amenizada
Ou uma mania que não passa de jeito nenhum
Sinto-me bem…
Sei que ainda estou em mim, que não me perdi pelo caminho
Que são bonitas as marcas que deixei
Que sou apenas uma criatura em evolução
E que posso melhorar muito ainda
É aí que percebo que o ”pão que o diabo amassou”
Não faz tão mal assim, pois Deus é quem dá o toque final
O diabo pode até sovar a massa, mas é Deus quem põe o pão para assar
E basta um toque divino para tudo se reverter
Tudo melhorar…
Eu ainda estou em mim, mesmo imperfeita
E gosto mesmo muito disso!
Alda M Santos

É tempo de sonhar

É TEMPO DE SONHAR

Sempre será tempo de sonhar
Por um mundo melhor, por mais gente a se amar
Por um cantinho no coração de alguém para morar
Por espaço em nós para outros abrigar
Sempre será tempo de sonhar
De viver, amar, continuar, recomeçar
Os sonhos são da vida a propulsão
Nos acalmam, nos alegram, nos tiram do chão
Sempre será tempo de sonhar
Nas asas dos anjos poder voar, nos amparar
No sorriso de uma criança encontrar a esperança
Fazer da beleza da criação nosso melhor passo de dança
Sempre é tempo de sonhar!
Alda M S Santos
Mais no meu blog vidaintensavida.com

A luz brilha para todos?

A LUZ BRILHA PARA TODOS?
Num espetáculo de fogos no céu de Copacabana
Sob os braços abertos do Cristo Redentor
Uma música animada no palco ali armado
A luz pipocava no céu em cores e formas variadas
Uns nas festas luxuosas nas grandes coberturas
Outros deitados nos cantos, no asfalto, na vida dura
As vestes brancas pediam paz para o novo ano chegando
Uns mendigando, muitos vendendo, outros roubando
Alguns apenas esbanjando o que tinham
Outros festejando como podiam
Será que tentavam equalizar diferenças, injustiças
Equilibrar uma balança meio descalibrada?
Poucos com tanto, tantos com tão pouco
Será que não percebiam a parte errada
Tanto de quem dos outros tirava
Como daqueles que apenas esbanjavam?
E Iemanjá ia devolvendo as oferendas, matéria
Certamente queria essência…
Humanos de todo gênero, idade, nação, profissão
Condição social, financeira, religião
Todos de olhos no alto saudavam o novo ano que chegava
A luz maravilhosa no céu brilhava para todos
Será que iluminava a cada um do mesmo modo?
E a imagem do Cristo Redentor ali, sabedor de tudo, abençoava
E, mais que todos, pedia amor e paz para essa gente que tanto amava…
Alda M S Santos

Corpos de praia

CORPOS DE PRAIA

Há gente a “desfilar” pra todo lado

Homens, mulheres e crianças

De todo tamanho, biotipo, idade

Passeando, descansando, de qualquer nacionalidade

Gente mais tímida, acanhada

Gente mais desinibida, com mais vaidade

Brincando, se bronzeando, banhando no mar

Ninguém parece preocupado se está nos padrões

De beleza, estética ou se alguém irá julgar

Bom mesmo é estar com saúde

Para poder de tanta natureza desfrutar

A vida é demasiado curta para com tão pouco se preocupar

Vale mesmo estar por aqui, divertir, agradecer

Corpo de praia é aquele que sabe com leveza viver

Alda M S Santos

Castelos de areia

CASTELOS DE AREIA

Ainda que a vida nos pareça um castelo de areia

Desmoronando quando parece linda e perfeita

Mesmo que a gente se prenda nos fios dessa teia

Que tenhamos forças e coragem para continuar

Que possamos sempre encher nosso baldinho de água

Quantas vezes forem necessárias para outro castelo construir

Que seja ainda mais belo e resistente

Para abrigar sonhos de príncipes e princesas reais ali

Que a gente possa perceber que a beleza está no construir

Em cada detalhe feito e refeito com amor

Assim já terá sido lindo quando ele ruir

E a vida ficará mais leve e fluida, sem rancor

Alda M S Santos

Não dê as costas

NÃO DÊ AS COSTAS

Não dê as costas para o mar
Ele pode te surpreender, te derrubar
Não dê as costas para as oportunidades
Elas se vão quando chega a idade
Não dê as costas para seu irmão
A bondade é uma virtude do coração
Não dê as costas para uma verdadeira amizade
É ela que te salva quando tudo parece maldade
Não dê as costas para sua família
Ela é presente de Deus que em ti confia
Não dê as costas para o amor
Sem ele nessa vida nada tem valor
Não dê as costas para Deus
Ele sabe bem todas as necessidades dos seus
Não dê as costas para si mesmo, não se perca, seja acessível
Pois tudo de mais belo e intenso precisa de você para se tornar possível
Alda M S Santos
Mais no meu blog vidaintensavida.com

Para sempre a cada minuto

PARA SEMPRE A CADA MINUTO…
Quero muito seguir mantendo a fé
A fé de que tudo de bom é possível
Para aqueles que acreditam num mundo novo
Mesmo sendo o mesmo velho mundo injusto de sempre
O mundo só muda se tivermos um olhar crítico sobre ele
Mas sobretudo um olhar crítico sobre nós mesmos
O mundo não existe à nossa revelia
Somos parte dele, cada um de nós o compõe
Se conseguirmos mudar em nós o que nos impede de caminhar
O que trava os passos de nossos semelhantes
De ser melhores a cada dia, a cada pegada
A cada marca deixada nas areias de nosso tempo
Nos corações que tocarmos, nas almas que encantarmos
Construiremos castelos mais lindos e resistentes
Capazes de abrigar todos os sonhos, de todos os seres
De um hoje lindo, de um amanhã melhor…
E que sejamos felizes para sempre
Mesmo que o para sempre tenha que ser reconstruído a cada minuto…
Alda M S Santos
Mais no meu blog http://www.vidaintensavida.wordpress.com

Show no céu

SHOW NO CÉU

Tantas luzes num espetáculo extasiante

Cor, brilho, barulho dão forma a 2020 que chega triunfante

O céu parece se desfazer e se refazer, intensa magia

Trazem-nos esperança, recomeços, alegria

Sob aquele lindo céu de Lua e estrelas a explodir

Um mar de ondas calmas e oferendas a Iemanjá

Há gente de todo tipo e lugar a pedir

Que seja mais doce e suave o porvir

Abraços apertados, beijos molhados

Luzes refletindo em olhares apaixonados

Sorrisos, aplausos, um pulsar do coração

Será que lembram nesse momento de uma oração?

Que esse ano que entra sem pedir licença, graciosamente

Chegue trazendo novas oportunidades pra gente

É o que pede nosso coração, nossa alma, nossa mente

Gratidão! Feliz 2020!

Alda M S Santos

Que venha 2020

Que a paz reine no coração de quem souber amar… E que o amor encontre morada nos corações que ainda não encontraram a paz! Feliz 2020 de muita alegria, poesia e magia…

E se…

E SE…

E se por um momento de descuido
Na virada do ano a máquina do tempo pirasse
E esquecesse em que ano está, “bugasse”
E nos deixasse transitar para frente e para trás
Para escolher em qual parte dessa história
Gostaríamos de nos fixar?
Numa brincadeira insana e divertida
Onde você encontraria guarida?
Se essa porta especial nos remetesse à infância
A correr e pular e balançar pelo quintal
Ou à adolescência entre amassos e abraços na praça, doce ritual
Talvez um namoro na varanda, casamento, promessas, lua de mel
Os filhos, trabalho, prazer, amor, alegria
Nossas melhores esperanças debaixo desse céu
Quantos momentos especiais haveria em nossas lembranças
Que valeriam escrever, reviver, voltar a fazer
Um teatro, uma peça, um grande espetáculo de dança
A máquina do tempo está em nossa mente
Quem a aciona é o coração e, insano ou não, ele não mente
Onde você gostaria de estar presente?

Alda M S Santos

Saber viver

SABER VIVER

Entre altos e baixos, subidas e descidas

Vai e vem, a gente vai levando a vida

Sabedores que há aprendizado lá ou cá

Que é possível cair, levantar, se refazer

E novamente voltar a viver…

Fácil não é!

Dores e lágrimas tentarão nos fazer perecer

Sorrisos, paixões e amores nos farão (de)crescer

É preciso saber viver, diz a canção

Mas não há manuais, aprende-se a voar, voando

A viver e amar, vivendo e amando..

O segredo do bem-viver é simples na teoria

Curtir bastante o que cada parte dela nos oferecer

Ignorar o que machuca ou faz sofrer

Procurando manter o amor, a alegria

Fazendo da teoria a prática no dia a dia…

Que seja assim!

Alda M S Santos

Antologia

Minha participação na quarta antologia poética ALÉM DA TERRA, ALÉM DO CÉU

COMO FAZER AMOR

Fazer um poema é como fazer amor

É preciso interesse, desejo

Um olhar terno, talvez um pouco de pudor

Uma lenta aproximação, um beijo

E, no tempo de cada um, nasce o poema

Faz-se o amor…

Fazer um poema é como fazer amor

Não dá para ser de qualquer jeito

É preciso encanto, admiração

Captar a magia, a poesia, o pulsar do coração

E, com total entrega e paixão

Nasce um poema

Faz-se o amor…

Fazer um poema é como fazer amor…

Alda M S Santos

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: