PARTE DE MIM

Gostaria de conhecer acordada
Os lugares em que vou dormindo
Aqueles que vou por prazer e encanto
Até mesmo aqueles nos quais pareço fugindo
Às vezes campo aberto, cor, muita luz
Tantas vezes parece um mundo perfeito
De compaixão, paz, amor, amizade que seduz
Noutras medos, dores, culpas, tudo imperfeito
Angústias a que a humanidade nos reduz
Gostaria de passear acordada nesses lugares
Desafogar o peito, aliviar, respirar outros ares
Em rochas me sentar, navegar noutros mares
Encontrar a alegria numa conversa aos pares
São tantos esses lugares…
Vêm e vão, são fugazes
Ora sou eu, ora um espectro de mim
Meio perdida, a flutuar entre as nuvens
Brancas, negras, cinzentas, até mesmo carmim
Quero ir acordada nesses lugares
Pelos quais tenho grande apreço
E encontrar uma parte esquecida de mim

Alda M S Santos