ADORMECIDA

Ela tem andado adormecida
Em alguns momentos desfalecida
Necessitando de uma boa sacudida
Que a traga logo de volta à vida

Que tal um mergulho no mar, no rio
Um banho de chuva, um desafio
Um abraço quente, apertado
Um beijo gostoso, demorado

Ela é essência, é eloquência
Nessa nau é persistência
Não vale fuga ou desistência

Maltratada, desnutrida, abandonada
A esperança não pode ser menosprezada
Precisamos dela, nossa eterna e doce aliada

Alda M S Santos