QUERIA VOLTAR ÀQUELE TEMPO
Queria voltar àquele tempo
Onde os desejos eram simples e facilmente satisfeitos
Chupar bala puxa-puxa, subir em árvores, andar descalça, brincar na rua, tomar banho de bacia, dividir a cama com o irmão
Tempo de sentimentos puros e perfeitos…
Queria voltar àquele tempo
Onde os amigos eram menos virtuais, mais reais
Estavam do outro lado da cerca de bambu
A apenas um abraço de distância
Tempo de amigos leais…
Queria voltar àquele tempo
Onde os amores eram mais verdadeiros
Confidências, sorvete na pracinha, beijos roubados, “pegas” no portão
Tempo de amores mais parceiros…
Queria voltar àquele tempo
Onde as músicas eram pura poesia
Dançantes ou não, tocavam corpo e alma
Tempo de melodias que refletiam o que a gente sentia…
Queria voltar àquele tempo
Onde até sofrer era uma forma “doce” de viver
Sem precisar recorrer a antidepressivos
Tempo de magia, encanto e prazer…
Queria voltar àquele tempo,
E me sentir plenamente reviver…
Alda M S Santos