QUERIA VOAR

Queria tanto voar…

Não a bordo de um avião

Ou dentro de máquina de aço qualquer

Queria bater minhas asas

Como águia, ou um gavião

Poder ir a qualquer canto

Onde não houvesse nenhum pranto

Queria tanto voar…

Lá do alto observar a tudo

Vista privilegiada desse mundão

Liberdade de ir e vir, sem prisão

E poder a quem precisar estender a mão

Queria tanto voar…

Mas sou um ser humano

A nós foram dadas outras habilidades

Podemos andar, pensar, falar, menos voar

Pensando bem, eu trocaria qualquer uma delas

Pela capacidade de subir, voar, plainar…

Queria tanto voar…

Já que isso não é possível

E confio no Senhor da Criação

Daqui fico curtindo e acenando

E voando apenas na imaginação…

Vamos voar?

Alda M S Santos