A COR DA SOLIDÃO

Solidão tem cor, tem cheiro, sabor

Solidão tem até som, talvez de cachoeira

E não é sempre cinza, pode até ser prata

Tampouco é silêncio total, às vezes é musical

A solidão tem a cor que a gente pinta

O cheiro que a gente guarda

O som que toca dentro da gente

Solidão é estado de espera

Solidão pode até ser barulhenta

Tocar uma música suave

Pode ter cheiro de saudade

E ser da cor verde ou magenta

Solidão é a vida que não desistiu

Que não quer mais tanta gente

Fica com quem quis, persistiu

Que resolveu morar mais dentro da gente…

A cor da solidão é a cor que nosso amor-próprio pinta…

Alda M S Santos