NOSSO NINHO

Alguns pássaros crescem, desenvolvem suas asas

E ainda um pouco imaturos e desajeitados

Na ânsia de voar com suas asas enormes

Ou buscar por espaços desconhecidos, convidativos

Na emoção do primeiro ou de novo voo solo

Ferem, machucam, maltratam

Quebram as asas daqueles que ficam no ninho

Desconhecem que nos primeiros voos tudo pode acontecer

Assim como em todo voo iremos aprender

Muitas vezes precisamos voltar para o aconchego do ninho

E ao calor daquelas asas já velhas

Que por muito tempo nos ampararam

Voemos, voemos alto

Mas tomemos cuidado para não destruir nosso ninho

E os que nele ficarem

Independente de quem seja nosso ninho

Pais, amigos, amores

Todos nós precisamos alcançar o céu

Mas é no ninho em que nos criamos

No qual recebemos tanto conhecimento

(Re)aprendemos a confiança e amor

Que restauramos nossas forças

Nunca desvalorizemos quem nos ensinou a andar

Quem nos (re)ensinou a amar

Quem nos (re)ensinou a voar …

Alda M S Santos