EFEITO BORBOLETA?

Entra voando janela adentro do meu quarto

É noite, tudo escuro lá fora

Talvez atraída pela luz, voa em círculos sobre a cama

E para na parede à minha frente

Fico encantada com o voo, as cores, a leveza, a liberdade

Eu me aproximo devagar, confiante, ela me permite tocá-la

Que veio fazer aqui, borboleta?

Não tem medo de aqui ficar presa ou perdida?

Veio buscar o quê, aventureira?

Ou será que veio me ensinar a leveza, a coragem de voar?

Suas cores e “digitais” parecem falar comigo

Dá mais uns voos rasantes pelo quarto e sai majestosa para a noite de luar…

Efeito borboleta? Que poder tem o bater de suas asas?

Leveza, liberdade, a fragilidade e fugacidade do viver …

Alda M S Santos