BOM MINEIRO

O bom mineiro é aquele que chega devagar
Tem doçura, calma e sensibilidade no olhar
Com jeitinho especial vai comendo pelas beiradas
Não desiste fácil, enfrenta qualquer parada

Simples por natureza, é bem hospitaleiro
Gosta de gente sincera, coração verdadeiro
Canjiquinha, tropeiro, doce de leite, pão de queijo
Junta tudo numa prosa regada a abraços e beijos

Gosta de praia,  roda de conversa e violão
Passeio na serra, na cachoeira, missa com sermão
Com verdade e bondade ganha seu coração

Alma feita de boa mistura de urbano e rural
Dentro do peito dele só cabe o que é natural
Se quiser morar ali, seja você, seja real

Alda M S Santos