DONA HELENA
Dona Helena é uma senhora mineira de 80 anos que ressignificou a sua solidão.
Mora sozinha em sua casinha em São Gonçalo do Rio das Pedras, distrito de Serro, MG, onde montou um lindo presépio que fica ali o ano inteiro.
Quase nunca saiu da cidade, construiu ali sua vida, sua história.
Esse presépio atrai visitantes, muitos visitantes, e ela conta histórias, muitas histórias.
“Conversar é muito bom né, menina”?
Dona Helena é exímia comunicadora e contadora de casos.
“Menino Jesus é poderoso, né? Fica aí o ano inteiro e olha por nós”.
“Gosto mesmo é de conversar e Ele traz tanta gente para cá, como trouxe vocês”.
Lamentou que estava sob as ordens da vigilância de saúde por causa “dessa doença aí”, e que fazia tempo que seu presépio estava fechado.
Não pudemos entrar e ver seu presépio por causa da pandemia, mas o tempo que conversamos com ela foi rico.
Falava de todos que iam visitar o presépio e entravam sempre, conversavam, ocupavam seu tempo, gostavam de ouvir seus casos.
Noutros tempos, até cartas para os outros que “não conheciam as letras” ela escrevia.
Nunca recusava a atender ninguém.
Enquanto conversávamos na porta de sua linda e simples casinha, todos que passavam a cumprimentavam e ela respondia com carinho.
Ficou feliz que eu quis tirar uma foto com ela, ia me tocar, mas evitei expô-la. Ela disse que não tem medo, pois “Deus sabe a hora de  cada um”.
Uma senhora que com toda sua simplicidade ensina a viver e ser feliz…
Obrigada pelo carinho e do convite para voltarmos, Dona Helena!
Alda M S Santos