SIMPLESMENTE, AMO!

Será que precisa mesmo esse desvendar
De um amor, um intenso precisar
Quer saber a razão, o porquê
De um viver agarrado assim em você

É necessidade que não sai
Um desejo que não se esvai
É um modo de partilhar
Emoções que estão meio sem lugar

Tantas vezes não há como falar
Não se sabe como expressar
Mas você nos permite esse passear

Uma vez que encontra essa sintonia
Nos versos, na prosa, na poesia
Não há mais jeito, abrir mão é heresia

Alda M S Santos