Busca

vidaintensavida.com

poemas e reflexões da vida cotidiana

Tag

Sintonia

Simplesmente, amo!

SIMPLESMENTE, AMO!

Será que precisa mesmo esse desvendar
De um amor, um intenso precisar
Quer saber a razão, o porquê
De um viver agarrado assim em você

É necessidade que não sai
Um desejo que não se esvai
É um modo de partilhar
Emoções que estão meio sem lugar

Tantas vezes não há como falar
Não se sabe como expressar
Mas você nos permite esse passear

Uma vez que encontra essa sintonia
Nos versos, na prosa, na poesia
Não há mais jeito, abrir mão é heresia

Alda M S Santos

Conexão

CONEXÃO
Precisamos é de sintonia para bem viver
Mas não de qualquer sintonia
É necessária aquela sintonia encontrada na solidão
Onde acessamos nossos recantos mais secretos
Desvendando nossos segredos, fazendo livros abertos
No nosso quarto, numa mata densa ou numa praia deserta
Mas precisamos também nos conectar com o outro
Com alguém a quem se possa abrir o coração
Deixar a alma se expressar, se abrir, seja como for
Extravasar o sorriso, o prazer, sobretudo o medo e a dor
Sem medo de julgamentos, avaliações ou esquecimentos
Precisamos de sintonia para haver parceria
Precisamos nos conectar com a Criação
Através de tudo que Ele nos manda de antemão
Precisamos de alguém capaz de nos fazer crer
Que pode ser belo e lindo o amanhecer ou anoitecer
Precisamos de sintonia e conexão com o viver
Alda M S Santos

Conexão perfeita

CONEXÃO PERFEITA

Busco a perfeita conexão

Que não use fibras, mas quero sintonia

Não quero cabos, fios, quero magia

E um ponto que ligue direto ao coração

Busco a perfeita conexão

Certeira, verdadeira, sem ilusão

Na natureza, na mata densa

No rio, na cachoeira, no humano que pensa

Encontro a perfeita conexão

No meio do nada, inspiro paz, ar apuro

Expiro amor, alivio a dor, a pressão

E daqui não saio não, eu juro!

Alda M S Santos

Sintonizando

SINTONIZANDO

Estar em sintonia perfeita

Ouvir a estação sem interferências, claramente

Curtir aquela música suave

Nem sempre é fácil!

Por vezes a vida se assemelha

A uma estação de rádio mal sintonizada

A comunicação não flui, há chiadeira

Entender a música que toca é tarefa complicada

A mensagem sai truncada, barulhenta, sem nexo

Muitas vezes o silêncio, o toque, o olhar dizem mais

E a gente segue tentando cantar o que gosta

Expressando a vibração que sente nos versos

Dançando em falso no escuro, buscando acertar o passo com o outro, parear

Mexendo e girando para lá e para cá nesse viver complexo

Tentando, ao menos conosco mesmos, sintonizar…

Alda M S Santos

Entrelaces

ENTRELACES

Há muitos entrelaces de pernas

E poucos entrelaces de sonhos, de ideias

Não basta entrelaçar as pernas

Se o coração seguir solitário

Não basta entrelaçar os braços num abraço

Os corpos num encaixe perfeito

Se a alma não estiver junto, se ela não souber se alegrar com isso

Não basta o dar-se as mãos, os pés caminhando em paralelas

Se o caminhar das ideias seguir por caminhos diversos, controversos

Unam as mãos, as pernas, os braços, os corpos

Sintonizem os corações e as almas na mesma estação

E façam o melhor amor, o amor simples, quase perfeito

Aquele que atinge todas as esferas do nosso ser

E nos deixa em paz, sem agitos, sem sustos, medos, culpas ou atropelos

O mais natural possível, noutra dimensão…

Alda M S Santos

Orquestra

ORQUESTRA

Muitos são os tipos de instrumentos

Violões, pianos, violinos, teclados e baterias

Saxofones, oboés, flautas, tambores

Tão diferentes entre si, mas com o mesmo propósito

Produzir um som melodioso e harmônico

Cativar, encantar, maravilhar…

Não importa qual tipo de instrumento é:

De corda, de sopro, de percussão…

Todos são importantes, todos podem fazer uma bela “apresentação”

O que dá o diferencial numa orquestra é a harmonia entre os instrumentos

A afinação e sintonia que fazem uma bela canção

Sob a batuta do maestro experiente que extrai o melhor de cada um

E os utiliza nos momentos mais adequados

Graves ou agudos, grandes ou pequenos, altos ou baixos

Todos são essenciais…

Entendêssemos e aplicássemos essa complementariedade de uma orquestra às nossas relações

Usando a batuta de modo harmônico às diferenças dos “instrumentos” de nossa vida

Teríamos um viver mais belo, em sintonia e harmônico

Mais feliz e encantador…

Alda M S Santos

*foto: meu filho Pablo tocando

Emparelhar

EMPARELHAR

Andar lado a lado, sintonizar

Emparelhar com alguém

Tarefa tão difícil quanto desejada

Encaixar, harmonizar,

Buscar pontos comuns é tão importante

Quanto valorizar o que é diferente

Preto ou branco, grande ou pequeno

Audaz ou receoso, falante ou introvertido

Carinhoso ou contido, animado ou quieto

Aceitar e respeitar o diferente é ser humano

Nas diferenças há também harmonia

Se o coração sintonizar no amor…

Alda M S Santos

Sintonia

SINTONIA
Relacionamentos, de qualquer tipo, são baseados na sintonia, 
Aquela conexão que não se vê, apenas se sente,

Como uma onda de rádio…

Sensação boa de fazer parte do outro, de estar dentro

Sintonia no falar, no silenciar, no desejo de estar junto.

Sintonia de mente, de corpo, de alma…

A sintonia entre as almas vem da confiança

Se essa falha, começa a chiar, a incomodar, a não se importar,

E todas as demais sofrem efeito em cadeia.

É preciso encontrar de novo o “canal” certo,

Se quiser de novo uma boa “música”.

Alda M S Santos

Lado a lado

LADO A LADO

Mais que caminhar lado a lado

É preciso alinhar os passos

Mais que seguir em paralelas

Bom é o encontro e o toque em alguma transversal

Mais que os sorrisos constantes trocados

É ter objetivos similares 

Mais que palavras lindas ditas

É ter os silêncios compartilhados

Mais que caminhar lado a lado  

É ter verdadeiro prazer na companhia. 

Alda M S Santos

Olhar de amor

OLHAR DE AMOR

Diferente de qualquer outro olhar

O olhar de amor é único e inconfundível.

Alguns olhares até tentam se passar por ele:

De respeito, de admiração, de inveja, de ciúmes,

De desejo, de carinho, de compaixão, de solidariedade.

Mas o olhar de amor junta todos eles num só.

É um olhar profundo, úmido, brilhante, acolhedor

Penetrante, corajoso, terno, que não se desvia.

Não se embaraça por ser amor,

Pois amor de verdade não se envergonha,

Quer mesmo é se mostrar.

Quer mesmo é ser amor.

Alda M S Santos

Coração na mão

CORAÇÃO NA MÃO

Onde bate seu coração?

No próprio peito, tranquilo e em paz?

Na mão, temeroso e ansioso? 

Em trânsito, corajoso e perdido, em busca de abrigo?

Noutro peito, como inquilino provisório, sempre em dívida?

Dividindo morada, batendo aqui e lá, ao mesmo tempo, em sintonia, em uníssono?

Coração é forte, mas quando bate junto é insuperável! 

Escolha onde quer deixar que o seu bata! 

Alda M S Santos

Orquestra 

ORQUESTRA

Somos um instrumento tocando todo o tempo

Inúmeros são os sons e as melodias que irradiamos

Não é qualquer um que entende e aprecia nossos acordes, 

Tampouco somos capazes de compreender sempre a música que emana da alma dos outros… 

Compreendendo ou não, podemos apreciar

Como apreciamos a música dos pássaros 

Se houver sintonia dá-se uma maravilhosa orquestra,

A vida consiste em acompanhá-las,

E dançar, se possível!

Alda M S Santos

Espelhos da alma

ESPELHOS DA ALMA

Não existe nada mais cativante no ser humano que os olhos. Sem querer desfazer de um corpo bonito, um rosto de traços harmônicos, um coração bondoso, uma mente inteligente, uma alma elevada.

E não estou falando de sua anatomia, de sua beleza estética, formatos e cores. Refiro-me à sua capacidade expressiva. Não há olhos que mentem! Há olhos que tentam disfarçar, e isso já é expressivo.

Há olhares curiosos, alegres, que querem tudo perceber, sem se fixar. Deixam-nos à vontade. Há os distraídos, que observam aleatoriamente e se detêm apenas quando convém. São seletivos e nos pegam desprevenidos. Há ainda os atentos, sensíveis, que parecem invadir, tudo captam: pequenos detalhes, diferentes sentimentos, qualquer humor…

Se encontrarmos olhares atentos, fugir deles é impossível. Eles perceberão qualquer emoção que estiver ali. Não saberão a razão, mas reconhecerão a emoção, aquela disfarçada pelo sorriso ou forçada pelas lágrimas.

Notarão a ansiedade, a preocupação, a culpa, a tristeza, o medo, a decepção, a afobação… São olhos com uma camada de nebulosidade. Por vezes, úmidos.

Perceberão a alegria, a euforia, o prazer, a satisfação, a vitória. São olhos com brilho intenso, cores vivas, transparentes.

Captarão em alguns olhares a censura, a inveja, a raiva, a crítica, a cobrança, a avaliação, o julgamento. São olhares com ar de superioridade. Olham por cima.

Sentirão olhares carregados de desejo, admiração, atração, paixão. São olhos quentes, brilhantes, agitados, pidões.

Serão atraídos por olhares de compaixão, amor, carinho, solidariedade… São olhares doces, tranquilos, pacíficos.

Espelhos da alma, ou não, eles refletem o que se passa em nosso interior. Os dos homens costumam ser mais expressivos, talvez por serem mais focais. Os das mulheres costumam ser mais perceptivos, por serem mais periféricos. As crianças os têm claros, transparentes e cristalinos. É natural delas, não escolhem. São maravilhosos e cheios de expectativas. Os idosos já não querem mais esconder nada, seus olhos são quase tão expressivos quanto os das crianças. Por eles, deixam extravasar a emoção dos anos vividos. Sabem que não adianta esconder. Mergulhar nos olhos de um idoso é entender sua história: rica, bonita, carregada de alegrias, tristezas, frustraçōes e culpas. É como ler um livro.

E, entre crianças e idosos, estão os adultos que “aprenderam” a disfarçá-los. E vão vivendo acreditando enganar a todos sobre o que sentem. Até conseguem, muitas vezes, mas não os olhares atentos e sensíveis.

Mas o mais bonito e emocionante da vida é quando olhares perceptivos e expressivos se encontram em uma via dupla. Olhares atentos de ambos os lados se percebem, trocam sentimentos, energias, desejos, amor, carinho, amizade, paz, sonhos, esperança, tudo sem ser necessário trocar uma palavra sequer. Se olham, se entendem, se aproximam, se abraçam. Aqueles que dizemos que “o santo bateu”. Na verdade, os olhares bateram! As almas se encantaram.

Enfim, todos os olhares são lindos, em todos os olhares há uma poesia a ser lida, uma vida a ser descoberta. Olhar nos olhos não é para qualquer um. Olho no olho é para quem tem coragem!

Alda M S Santos

 

Sintonia

SINTONIA
Há quem duvide, não invista, nada perceba, mas a lei da atração, da sintonia é forte e precisa. Mantemos perto de nós aquilo que atraímos, que sintoniza conosco.
Se somos sorriso, somos empatia, somos carinho atrairemos pessoas empáticas, alegres e doces.
Ao sermos tristeza, isolamento, frieza e solidão, pessoas assim
se aproximarão.
Nossos sentimentos vibram e se harmonizam onde encontram parceria e produzem uma bela canção!
Por isso há pessoas tão empáticas e outras tão apáticas!
Até o amor, o mais forte, nobre e poderoso de todos os sentimentos, mesmo insistente e corajoso, que costuma se impor em terrenos inférteis, costuma definhar onde não encontra eco.
Não devemos ser falsos ou artificiais, tampouco ignorar uma dor. Nem sempre seremos sorrisos e alegria, mas podemos nos esforçar para deixar vibrar mais forte em nós o amor.
Ao nos alinharmos com nosso semelhante, nos alinhamos com o amor do Pai.
Ele se manifestará supremo e afastará tudo o mais.
Alda M S Santos

Nossa trilha sonora

 Nem sempre podemos escolher a trilha sonora de nossas vidas. Tantas vezes aparece cada ritmo que não nos cabe, ficamos duros, emburrados, insatisfeitos. A vontade é sentar num cantinho afastado e escuro e aguardar a festa acabar, ou simplesmente fugir. Outras queremos desligar a música, trocá-la, apelamos com o DJ. Mas esses são apenas atos rebeldes e paliativos. Não resolvem. Se não escolhemos a música, precisamos aprender a dançar. Quando dançamos a música que não nos agrada ela “toca” mais rápido. Talvez a próxima seja no nosso ritmo preferido. 

A boa notícia é que, apesar de não escolhermos o ritmo, podemos escolher nosso par, nossos parceiros, nossa equipe de dança. 

Poder selecionar quem vamos tirar para dançar cada ritmo, ou quem vai nos acompanhar em todos eles é primordial. Isso faz toda a diferença. Seja qual for o ritmo que se apresente, sintonizemos e dancemos.

Alda M S Santos

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: