SOU MULHER, SOU MINHA!
Ora sou forte, ora sou frágil
Sou humana, feminina, carente ou autossuficiente
Não sou mais nem menos que você
Posso ser razão ou emoção,
Pés no chão ou cabeça nas nuvens
Sou mel, sou fel, rosa ou azul
Multicor!
Choro sorrindo, sorrio chorando
Transbordo amor!
Rosa ou espinho, ora ferida, ora ferindo
Se você me enxergar e bem cuidar
Se me aceitar como sou e a mim respeitar
Terá uma alma sempre leal para te amar
Posso te fazer chorar, mesmo sem querer
Mas posso ser a razão do seu sorriso
Aquela que desperta seu lado bom, te faz crescer
Posso ocupar qualquer espaço que eu queira
Profissional, social, pessoal, amoroso
Inclusive um lugarzinho especial dentro de você
Não sou sua costela, tampouco um corpo apenas
Mas posso ser seu coração
Assim como você também pode ser o meu
Não para tomarmos posse um do outro
Mas por querermos e escolhermos estar juntos
Por saber que só somos plenos
Quando encontramos no outro
Aquilo que atiça o melhor de nós…
Sou mulher, sou feminina e, como todas elas,
Posso ser sua, nua e crua, mistério
Mas antes de tudo sou minha!
Alda M S Santos