VOLTEI
Caminhava num lugar de intensa luz e calor
Sentia-me leve, parecia caminhar sobre nuvens de algodão
Uma brisa suave balançando os cabelos
Um vestido florido e brilhante, bem fino
Eu procurava por alguém, sentia uma presença
Mas não conseguia ver quem era
Sentei-me na grama à beira de um lago
Descalça, balançava os pés na água
Esperava…Não sei bem o quê …
Via reflexos no lago, alguns conhecidos, outros não
Uns sorridentes, outros tristes
Ouvi meu nome sendo chamado
Entrei na água chorando, alguém me abraçou
Não identifiquei o rosto, mas era puro amor
“Já ganhou o abraço que queria, pode voltar”
Disse sem dizer
Mostrei resistência, quis ficar
“Não! Ainda não!” – e desapareceu…
Voltei…
Alda M S Santos