CORPOS DE PRAIA

Há gente a “desfilar” pra todo lado

Homens, mulheres e crianças

De todo tamanho, biotipo, idade

Passeando, descansando, de qualquer nacionalidade

Gente mais tímida, acanhada

Gente mais desinibida, com mais vaidade

Brincando, se bronzeando, banhando no mar

Ninguém parece preocupado se está nos padrões

De beleza, estética ou se alguém irá julgar

Bom mesmo é estar com saúde

Para poder de tanta natureza desfrutar

A vida é demasiado curta para com tão pouco se preocupar

Vale mesmo estar por aqui, divertir, agradecer

Corpo de praia é aquele que sabe com leveza viver

Alda M S Santos