MORO NUM LUGAR

Moro num lugar simples e encantador

Nada paguei por ele, veio de graça

Tantas vezes tem brilho e cor

Talvez eu tenha pedido, merecido

Às vezes fica úmido, escuro, até meio mofado

Noutras é dia lindo, ensolarado

Mas é o que tenho de mais meu, mais concreto

A mim cabe saber cuidar, amar, estar por perto

Zelar, seja nos dias de luz ou escuridão

Nos dias em que há festa no salão

Quando fica apertado e parece não me caber

Ou quando sobra tanto espaço que não sei o que fazer

Pode ser muitas vezes uma mansão luxuosa

Noutras uma casinha simples no pé da serra

Não posso partilhar com qualquer um minha morada

Pois é casa simples, especial, até sagrada

Mas gosto de dividir com pessoas especiais

Com as quais me sinto bem, amada

O prazer de aqui morar, ser abraçada

Essa casa, meu corpo, onde minha alma fez morada

Alda M S Santos