TALISMÃ

Quero um pequeno talismã comigo carregar

Para fazer minha coragem retornar

Que me faça sorrir quando a vontade for chorar

Ou até que me deixe chorar sem tanto me incomodar

Quero um talismã que tenha boas energias a espalhar

Que me permita sem medos continuar a amar

Que me acompanhe e me impeça de errar

E que faça encontrar no coração do outro bom lugar

Quero um talismã, não só por, às vezes, ser frágil

Mas por nem sempre poder ser forte

Nesse mundo de batalhas entre a vida e a morte

Quero um talismã que me renove a esperança

Num futuro bonito e iluminado em minhas andanças

Com mais alegria, paz, amor, e uma vida de mais alianças

Alda M S Santos