HÁ QUEM DEIXE…

Há quem deixe o brilho do sorriso

Também há quem deixe a sombra escura do olhar

Há quem deixe um jeito especial de ouvir e se calar

Também há quem deixe uma língua afiada ao criticar

Há quem deixe o calor de um ombro acolhedor

Há também quem deixe a dor de modo ensurdecedor

Há quem deixe uma alegria, uma brincadeira

Também há quem deixe uma rabugice, uma implicância, uma bobeira

Há quem deixe um perfume, cores e um jeito sensual de ser

Há também quem deixe a indiferença prevalecer

Há quem deixe belas palavras, carinhos e versos

Também há quem nada diga, apenas deixa a fadiga

Há quem deixe marcas de um amor que se fez

Também há quem deixe medos e inseguranças

Há quem deixe o sonho do amor em seu esplendor

Também há quem fique e dê ao sonho um caráter de realidade, animador

Todos deixam suas marcas nos outros quando se vão

Quais marcas andamos imprimindo por aí?

Alda M S Santos