Busca

vidaintensavida.com

poemas e reflexões da vida cotidiana

Tag

gente

Há quem deixe…

HÁ QUEM DEIXE…

Há quem deixe o brilho do sorriso

Também há quem deixe a sombra escura do olhar

Há quem deixe um jeito especial de ouvir e se calar

Também há quem deixe uma língua afiada ao criticar

Há quem deixe o calor de um ombro acolhedor

Há também quem deixe a dor de modo ensurdecedor

Há quem deixe uma alegria, uma brincadeira

Também há quem deixe uma rabugice, uma implicância, uma bobeira

Há quem deixe um perfume, cores e um jeito sensual de ser

Há também quem deixe a indiferença prevalecer

Há quem deixe belas palavras, carinhos e versos

Também há quem nada diga, apenas deixa a fadiga

Há quem deixe marcas de um amor que se fez

Também há quem deixe medos e inseguranças

Há quem deixe o sonho do amor em seu esplendor

Também há quem fique e dê ao sonho um caráter de realidade, animador

Todos deixam suas marcas nos outros quando se vão

Quais marcas andamos imprimindo por aí?

Alda M S Santos

Na vida da gente

NA VIDA DA GENTE

Há gente de todo tipo na vida da gente

Gente com quem a gente ri, pura amizade

Gente com quem a gente briga, pura falsidade

Gente que a gente quer distante, falta reciprocidade

Gente que nos põe para baixo, pura maldade

Há gente de todo tipo na vida da gente

Gente que nos instiga a superar e afastar o pranto

Gente que nos abraça com o olhar, puro encanto

Gente que foi embora, por desencanto

Gente que veio para ficar, se fazendo nosso recanto

Há gente de todo tipo na vida da gente

Gente com quem a gente faz amor, pura sensualidade

Gente que está longe da gente, muita saudade

Gente que nos ama desse jeitinho, pura intimidade

Gente que faz melhor a vida da gente, pura felicidade…

Com tanta gente na vida da gente

Será que ainda falta mais gente?

Há gente de todo tipo na vida da gente…

Alda M S Santos

Gosto de gente

GOSTO DE GENTE

Gosto de gente

De barulho de gente silenciosa

De silêncio de gente barulhenta

De ter gente por perto

Ainda que não interaja com elas

Gosto de observar, de aprender com o que vejo

Gente me inspira, me faz refletir, me atrai

Gosto de gente que acerta, que erra

Sobretudo que aprende com os erros, que se desculpa

Gosto de gente malucona, fora dos padrões

Gosto de conversar com gente de verdade

Gente que é real, instável ou insegura

Gente imperfeita como eu, meio fora de órbita

Mas conectada em outras “gentes”

Gosto de imaginar uma história para cada um que vejo

Tenho até vontade de confrontar dados

Ou seja, gosto de gente que não se envergonha de ser gente

Gosto de gente que se comunica com o olhar

Gosto de imaginar o que o olhar diz

Gosto de gente que não passa por cima de gente em hipótese alguma

Gosto de gente que respeita gente, que dá as mãos

Gosto de um pouco de solidão também

De caminhar sozinha à beira-mar ou no meio do mato

E ruminar tudo que vejo e sinto

Assim fica mais fácil lidar com gente que mora dentro da gente

Inclusive as muitas de nós…

Gosto de gente!

Alda M S Santos

Flores…

FLORES…
Em todo caminho elas estão,
Embelezam, alegram, encantam, renovam as forças,
Coloridas, perfumadas, singelas, grandes ou pequenas,
De todo tipo ou forma.
Às vezes se disfarçam de gente, de pessoas,
Mas se observarmos bem,
Pela beleza, perfume, colorido
E capacidade de encanto,
Veremos que, no fundo,
Todas as pessoas que nos encantam são flores!
Jardins nos quais queremos habitar!
Alda M S Santos

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: