QUERO ACREDITAR

Quero acreditar num mundo de amor e paz

Mesmo que ainda tropecemos em seres humanos pelas calçadas

Quero acreditar na bondade inerente a todo ser humano

Mesmo que tantas atitudes nem pareçam humanas

Quero acreditar na força que nos faz persistir

Mesmo que a fraqueza física ou mental nos puxem para baixo

Quero acreditar que qualquer bem que se faça é um começo

Mesmo que pareça tão pouco aos olhos de tantos

Quero acreditar que posso espalhar a luz

Mesmo que o entorno tenha tanta escuridão

Quero acreditar na cola universal chamada amor

Capaz de a tudo colar, reintegrar e renovar

Mesmo que estejamos quebrados pela covardia e inércia

Cheios de cacos cortantes, algozes

Ferindo a todos a nossa volta e a nós mesmos

Quero acreditar num mundo melhor, de amor reinante

Preciso disso para continuar fazendo algo, agindo…

Acredita comigo?

Alda M S Santos