SEQUELAS

Viver é uma brincadeira que deixa sequelas

As cicatrizes nos joelhos

Dos tombos nos passeios de de bicicleta

Os vergões, deformações e paralisias

Dos descaminhos por abismos emocionais

Os hematomas e traumatismos

Dos mergulhos em mares escuros e em amores frustrantes

As fraturas na alma

Das quedas do alto das expectativas

Os traumas e medos

Deixados pelos monstros que alimentamos e nos assustam

As lombalgias e hérnias

Do peso desnecessário que insistimos em carregar

As decepções e mágoas

Causadas pelos ídolos que “criamos”

Tudo isso deixa sequelas para a vida toda

Nem sempre agradáveis ou prazerosas

Muitas vezes, sequer toleráveis

Mas o viver sempre vale a pena

Sequelas nos lembram que vencemos

Que sobrevivemos

A cada marca, uma história

Todas as sequelas são lesões que ficaram

Depois que a cura se estabeleceu

Sequelas? Tenho algumas!

E a vida segue certeira como tem que ser

Sempre em frente!

Alda M S Santos