VOCÊ NÃO PODE ABRAÇAR O MUNDO!

Você não pode abraçar o mundo todo

Mas pode abraçar quem está a seu lado

Você não pode alimentar a todos que têm fome

Mas pode contribuir mais, evitando desperdícios

Você não pode aquecer a todos no inverno

Mas pode, além de cobertor, doar calor humano

Você pode não resolver os problemas de todo indivíduo

Mas pode evitar ser um problema a mais para tantos

Pode amenizar as dores de muitos com aquilo que talvez possa lhe parecer pouco

Mas pode ser o “tudo” de alguém

Pode ser os olhos de quem não vê a beleza, o brilho

Os ouvidos de quem não é ouvido, compreendido

O toque delicado em quem se sente excluído

O cuidado de amor que devolve a alguém a autoestima perdida

A palavra de estímulo para quem está desanimado

A mão acolhedora que ampara aquele que cai

O olhar e sorriso de amizade e carinho para quem se sente só

A cor, o brilho, o perfume, a boa lembrança no mundo tão cinzento de alguém

E, sim, o abraço fraterno a quem pouco tem…

Ainda que não possamos abraçar o mundo

Podemos “abraçar” o que dermos conta…

O bem contagia e se propaga

E pode atingir o mundo em efeito cascata

Enchendo também nosso mundo de cor, brilho, perfume e boas lembranças

Além de nos tornar cada dia mais fortes, mais humanos…

Um mínimo parecidos com Ele

Quem doa amor, abraço e carinho, no ato de “preencher” o outro, preenche-se

Podemos, sim, assim, abraçar o mundo!

Alda M S Santos