UTOPIA

Quando o coração deseja alcançar a todos

Fazer com que aqueles a sua volta se deem bem

Ainda que seus braços não sejam tão longos ou acolhedores

As palavras não sejam doces ou duras o suficiente

O exemplo não seja entendido como bastante…

Até que ponto “respondemos” pelas ações do outro

Se, algumas vezes, mal damos conta de responder pelas nossas?

É utópico!

Mas de utopia também se vive

Quando não se deixa levar pela amargura

E insiste, acredita e luta por um mundo melhor

Ainda que no pequeno círculo de convivências

Respeitando as diferenças individuais

Valorizando as semelhanças…

E aprendendo que todos temos nossos limites

Se quisermos salvar o “mundo”

Por menor que seja a parte dele a ser mudada

Precisamos, primeiro, estar bem conosco mesmos

Para alcançarmos o impossível, até mesmo utópico

É necessário começar pelo possível…

Alda M S Santos