INSPIRAÇÃO

Um jovem escritor pediu-me ajuda, sugestão de temas para poemas….

Que posso dizer a ele?

Que os “temas” vêm de dentro de nós, que não são impostos?

Que poemas são nossa percepção do mundo, dos outros, de nós mesmos?

Que poemas são a expressão de nossa sensibilidade em palavras, em versos?

Que quem gosta escreve por todos os motivos, como um dependente?

Se está feliz, escreve, triste, escreve, se tem algo a dizer, escreve, se não pode dizer, escreve também.

Se tem medo, fé, admiração, amor, saudade…escreve…

Tudo torna-se motivo ou inspiração!

E quando começa, qualquer sentimento vira verso…

E jorra todo o tempo…

Alda M S Santos