O PODER DO VERBO

Nunca podemos desfazer do poder do verbo. Nunca! 

Aquilo que trazemos dentro de nós em forma de sentimento, positivos ou negativos, são expressos de diversas maneiras: sorrisos, carinhos, silêncios, palavras…

As palavras, quando bem ditas, têm o poder de acalentar, de animar, de acalmar, de apaziguar, de alegrar um coração. Podem levar consigo o calor de um abraço, a sinceridade de um sentimento ou a dor de uma saudade.

Por outro lado, quando impensadas, podem causar mágoas, dores, danos, remorso, lágrimas, retrocesso…

Toda positividade ou negatividade que deixamos emanar dos pensamentos, palavras ou ações transformam tudo a nossa volta e, como bumerangue, retornam em forma de felicidade e satisfação ou tristeza e desânimo. 

Beijo atrai beijo, abraço atrai abraço, palavras ruins atraem palavras ruins… Não há muita gente por aí disposta a dar a outra face! 

Cuidemos de nossos sentimentos, pois não convém a ninguém prendê-los, tampouco queremos que voltem para nós de forma negativa! 

Alda M S Santos