SEM DEFINIÇÃO

Há tanta coisa sem definição…só sensação
Gosto assim, sem precisar definir, só sentir
Sem precisar explanar, só o prazer de encantar 

Há tanta coisa sem definição…só sensação
Como o Sol que vai e vem, sem se esquecer de ninguém
Como a Lua que guarda segredos, dissipa os medos 

Há tanta coisa sem definição…só sensação
Como a cachoeira que lava toda zonzeira
Que acolhe e abraça toda a gente namoradeira 

Há tanta coisa sem definição…só sensação
Como a chuva que cai despretensiosa, fininha ou torrencial
Molha a terra, enche os rios, irriga nossa secura existencial 

Há tanta coisa sem definição…só sensação
Como o amor que faz morada num coração, sem permissão
Faz sorrir, faz chorar, faz viver uma vida com toda a emoção

Há tanta coisa sem definição…só sensação
Para que cobrar razão, ter tanta indagação
Se o que vale mais a pena nem tem explicação?

Alda M S Santos