MULHERES

Ser de amor e complexidade inatas
Diz “tudo bem” quando nada está bem
Para não magoar ou entristecer um alguém
Diz “esqueça” quando ainda só faz se lembrar
De algo que a fez sofrer, se magoar
Pode abraçar e beijar só com o olhar
Mas também para não ferir pode se afastar
Pode dizer muito mais em silêncio
Do que quando está a discursar, a falar
Mas não é qualquer um que saberá lidar
É preciso entender a linguagem corporal
Magoada, tudo deixa de ser natural
O olhar que se desvia, o sorriso que não sacia
Mulher é poesia que o Poeta Maior escreveu
Colocou nela toda Sua sensibilidade
A capacidade intensa de amar e ser doar
E por amor se entregar, sorrir, sofrer, chorar
Mulher fala de tudo, de alegria, dor, sentimentos
E, mesmo contraditórios, eles refletem seus momentos
Fala quando gosta, quando ama, se importa
Quando quer manter aberta essa porta
Porque quando se cala, se fecha
Talvez não encontre mais brecha
Para chegar a sua emoção, seu coração
Aí talvez não tenha mais jeito não…
Mulher é poesia escrita no idioma do amor
Uns podem até ler, mas não saberão interpretar
Porque é uma escrita delicada e forte grafada em pétala de flor…

Alda M S Santos