TÃO VASTO MUNDO
Todo pássaro necessita voar
Seu destino é lá fora, no espaco, no ar
Mas ele começa em algum lugar
É no ninho que aprendeu a viver, a plainar
No ninho ele obteve todo cuidado e amor
Para enfrentar um jardim nem sempre com flor
Todo barco precisa sair do porto
Navegar em novas águas, desbravar
Conhecer o mundo, seus limites, navegar
Com todo o suporte que recebeu no porto
Para não naufragar…
Voar é necessário, navegar idem
É importante, faz parte da vida
Mas todo cuidado é pouco
Pois na ânsia do voo pode destruir seu ninho
Ou quebrar as tábuas fortes do cais
Ou quem ali esteve para ajudar e encorajar
A sabedoria e sucesso do voo e de todo navegante
Está em reconhecer-se mais forte
Quando tem para onde voltar
Quando lá fora parecer muito desgastante
Cuidemos com amor de nossos ninhos, nossos cais
O mundo é vasto, mas toda aeronave
Sempre precisa voltar para o hangar…
Alda M S Santos