GOSTO ASSIM
Gosto de gente que se doa
Daquela pessoa atenciosa, observadora
Capaz de perceber no outro
Aquilo que ele tem na alma
A dor que traz num olhar que muitas vezes se desvia
No sorriso que tenta disfarçar uma lágrima
Nas palavras que escondem sem muito sucesso um sofrimento
No intenso colorido do viver a sua vida acinzentada
Pessoas que são olhar terno, acolhedor
Que são colo quente e receptivo
Que são abraço e sorriso caloroso
Que são palavras que acalentam a alma
Há tanta gente que precisa disso
Tanta gente que não se dispõe a ser isso
Quando entendermos que ao acolher somos também acolhidos
Nosso mundo será um lugar melhor de si viver…
Alda M S Santos