ABRIGO

Tão bom poder voar

Bater asas, ser liberdade

Não ter algemas físicas ou emocionais

Deixar livre a quem se ama

Sendo colo, aconchego, abrigo

Ninguém fica com ninguém por obrigação

Mas quem ama fica por paixão

Pelo prazer de estar junto, por tesão

Pelo intenso desejo de amar

E por saber que ali sempre será seu melhor lugar

Atravessando época ou estação

Amar é encontrar a liberdade no abrigo

Nos braços abertos de um amor amigo…

Alda M S Santos