QUERO ÁGUA

Quero água!

Pode ser do rio ou do mar

Ou de uma bela cachoeira

Não sou tão exigente

Límpida, cristalina, quero é me banhar

Não dá para ficar de bobeira

Para não desidratar

O calor não tá de brincadeira

O ar tá seco, tá difícil respirar…

Quero água!

Uma piscina, uma ducha

Até mesmo um banho de mangueira

Mas bom mesmo seria

Uma boa chuva na moleira

Correr, brincar, me esbaldar

Poder na tempestade me encharcar

E depois, toda molhada, refrescada

Ter alguém para, toda faceira,

Poder abraçar e amar…

Quero água!

Alda M S Santos