UMA CARTA PARA MIM

Quero escrever uma carta para mim

Para que eu possa abri-la numa outra vida

Mesmo que não seja possível saber que eu mesma que enviei

Mas de um modo que eu acredite que deverei confiar

Uma carta para me alertar

De caminhos que não levam a lugar nenhum

De estradas que levam a buracos difíceis de sair

De brilhos que não são do olhar, não são duradouros

De luzes da ribalta que acabam nos cegando

Das pessoas que são anjos enviados e precisam ser ouvidas

De outras pessoas que ficarão por um tempo

Mas que não têm desejo de se eternizar em nós

Daquelas pessoas que serão praticamente partes essenciais de nós

Do amor que chega devagar, suave e para o qual podemos abrir as portas sem medos

Das trilhas que me afastam dEle

De como identificar quem e o que realmente importa na vida…

Uma carta que possa alertar a mim

E a quem puder dela se beneficiar

Para que possam aproveitar melhor o tempo por aqui

Viver, ser feliz, amar, evoluir

Antes que ela esteja muito perto do fim…

Apenas um alerta de amiga…

Alda M S Santos