VÁ LÁ E FAÇA O MELHOR

“Vá, filho, desça lá e faça o melhor que puder”

E, corajosos, tendo-o por perto naquele momento, descemos

E cá estamos errando e acertando

Tantas vezes trocando os pés pelas mãos

Outras tantas correspondendo a tão altas expectativas sobre nós

Pedindo ajuda em momentos de tristeza e solidão

Implorando perdão nas sucessivas burradas que cometemos

Agradecendo pela oportunidade de estar aqui

Pelas chances de crescimento e aprendizado

Pelos anjos bons que enviou para que não nos sentíssemos tão sozinhos

E, principalmente, por não nos ter abandonado

Mesmo que tantas vezes a gente se sinta só e triste

Em meio a tanta maldade, tanta desumanidade, tanta saudade

E queira logo voltar para casa…

Que nossas energias e fé se fortaleçam

E que nunca, nunca nos abandone

Que nos permita vê-Lo nos outros

E que os outros possam vê-Lo em nós

Amém!

Alda M S Santos