ABOLETADA

Ando meio cansada

Ainda não sei bem de quê

Quero apenas ficar aboletada

Até descobrir o porquê

De tanto andar desse jeito

Inquieta e sempre atarefada

Mesmo não sendo nenhum defeito

Quero mais é ficar aboletada

Andei levando alfinetada

De gente que não é muito camarada

Mas não me importo, sou arretada

E ficarei, sim, aboletada

Pensando, meio encasquetada

A uma conclusão cheguei

Tão bom ficar aboletada

Que até já descansei

E antes de ser mal interpretada

Seguirei assim agitada e com a vida encantada

E deixo uma coisa decretada

Sempre que quiser ficarei de novo na natureza aboletada!

Alda M S Santos