PERDER É UMA M*

Dizem que o importante é o prazer de jogar

Ganhar ou perder é apenas detalhe circunstancial

Uma ova!

Saber jogar é importante, ganhar é o máximo

Mas perder é uma m*! Mesmo se for uma derrota honrosa

Tudo bem que quem não sabe perder perde duas vezes

O jogo, a moral, a simpatia, o nome, a autoestima

Fica com o coração na mão, apertado, triste

E cada derrota é uma derrota diferente, mas sempre dói

Pode-se perder muitas vezes e nunca a derrota se tornar mais fácil

Independe qual seja ela: no jogo, no amor, na vida…

Culpar o tempo, o rival, o juiz, o azar, a Deus, a vida

Desacreditar as habilidades e valor do adversário

Chorar até desidratar, rir de nervosismo, fazer piadas de frustração

Desistir do jogo, da luta, da vida

Tudo faz parte das fases da dor da derrota

Mas ela só produz algo de benéfico e produtivo

Só deixa de ser uma completa m*

Quando se assume a própria responsabilidade na perda

Quer seja no jogo, no amor, na vida…

Alda M S Santos