MUROS E FLORES

Muros, duros, íngremes, sem vida, arames farpados

Criam obstáculos, impõem limites, machucam

Separam, demarcam espaços

Flores, cores, leveza, beleza

Desconhecem limites, brotam em bons terrenos

Crescem, encantam, invadem, enfeitam

Formam uma cortina harmônica e perfumada

E até os muros ficam bonitos

Ainda que continuem muros

Mesmo ainda delimitando espaços…

Flor e amor são assim, transformam onde passam

Vencem pelo carinho, persistência, boa essência

Bem cuidados, têm o dom de tornar tudo belo e se eternizar…

Alda M S Santos