CAMINHO DA ROÇA

Uma estradinha de terra serpenteando por aí

Morro acima, ladeira abaixo, tanto faz

Árvores, flores, pasto, vegetação até onde a vista alcança

Insetos e pássaros cantando ritmicamente

Gado mugindo ao longe, cachorros a nos encontrar a meio caminho, receptivos

Cheiro de mato, de bichos, de flores, de vida

E nós, contando casos, relembrando histórias

Até chegar à fazenda dos tios queridos,

Gente boa até “encostar no barranco”

Onde tudo é encanto e magia…

Mudamos para a capital, pais e dois filhos, há 49 anos

Mas nossas raízes estão fincadas aqui

Esse caminho da roça sempre iremos fazer

Inverno ou verão, sol ou chuva

Até quando formos chamados para outra travessia…

Alda M S Santos