SÓ A LUA

Lá do alto olhando, brilhando ou não
Só ela percebe o que se passa num coração
É encanto, beleza, companhia, mistério
Pode ser silêncio, voz, um doce refrigério

Não critica, não ofende, acolhe, não julga
Lá de longe entende, está junto, não subjuga
Há momentos que parece orientar, abraçar
Sabe com sua luz e brilho nos acalentar

Conhece nossos medos, nossas fragilidades
Vitórias, derrotas, culpas, ansiedades
Nossos (des)afetos, amores, amizades
Com ela partilhamos nossas (in)verdades

Com a Lua em fases quero sempre estar
Entre ela e eu muitos segredos partilhar
Lágrimas derramar, decepções amenizar
Nesse mundo aqui não dá para confiar

TARDE DE POESIAS: SÓ A LUA SABE

Alda M S Santos