ANDANÇAS

Andei por caminhos desconhecidos
Tive medo, me acovardei
Quis voltar, desistir, chorei
Mas a esperança prevaleceu, enfrentei

Andei por caminhos estreitos, esburacados
Tentei não cair, carregar os fardos
Nem sempre leves, enfrentando o cansaço
Buscando o refrigério de um abraço

Andei por caminhos floridos
Intenso perfume, coloridos
Sentindo de Deus o cuidado, o abrigo
Em cada passo protegida do perigo

Andei por caminhos de amor e compaixão
Olhei para o lado, vi meu irmão
Seguimos juntos, mãos dadas
Tornando mais fácil nossa caminhada

Alda M S Santos