CHORO
Choro por aquilo que me magoa, fere
Por aquilo que me aperta o coração
Choro por medos diversos, por ansiedade
Por coisas que fogem ao meu controle
Choro por necessidades e desejos não alcançados
Por extrema sensibilidade e fragilidade
Choro pelas dores e misérias alheias
Nas quais nada posso fazer
Choro por erros cometidos, arrependimentos
Pela mágoa causada aos que me cercam, sofrimentos
Choro por um mundo tão sofrido
Que não encontra uma saída, perdido
Choro por saudade, lembranças, nostalgia
De tempo que passou e não volta mais
Choro por emoções diversas, até mesmo por alegria
Por esperança de que tudo possa ser melhor um dia
Choro para lavar a emoção, a alma, o coração
Choro porque estou viva e quero fazer um mundo melhor, mais irmão
Choro, me renovo, me alegro e vou vivendo
E a vida vai em mim acontecendo…
Alda M S Santos