ANTIGUIDADES

Vivemos entre o novo e o antigo

Transitando num mundo nem sempre amigo

Daí tanta saudade, nostalgia

De uma época com menos tecnologia

Onde havia muito mais magia…

Faltavam máquinas e motores

Mas a força vinha de nossos corpos

Nossas mentes também trabalhavam

E os amores, esses sim nos comandavam…

Os amigos estavam por perto, eram reais

Nossas famílias eram grandes, especiais

Cantávamos, brincávamos, dançávamos, era demais

E nas lutas, vitórias e derrotas, éramos mais iguais…

O amor era para sempre

Tudo durava, não se acabava tão facilmente

Nada era tão descartável

Viver era coisa que se fazia naturalmente…

Sentimos saudades!

Alda M S Santos