OUSADIA DE VIVER

Quero viver sem perder a ousadia

A ousadia de ser quem eu sou

A despeito de opiniões em contrário

De palavras paralisantes ou silêncios cortantes

Quero manter a ousadia

De buscar aquilo que muitos acreditam ser impossível

De escalar os montes que acreditar valerem o esforço

De descer rolando se me aprouver

De sentar e esperar quando minha alma pedir isso

Quero viver com a ousadia

De descartar aquilo que não merece ser conservado

De lutar pelo que merece ser conquistado

E de ainda brigar mesmo quando a batalha parecer perdida

Quero viver com a ousadia

De ser maluca, às vezes, para manter a sanidade

De ser criança sempre, para não perder a simplicidade

De ser feliz, mesmo infeliz em alguns momentos de saudade

Quero nunca perder a ousadia de simplesmente viver

De ser “eu” em meio a tantos outros eus…

Que eu nunca perca a ousadia…

Alda M S Santos